INTERNET

Cultura abre editais de R$ 1,6 bilhão para youtubers, jogos e apps

Luís Osvaldo Grossmann* ... 11/07/2017 ... Convergência Digital

O Ministério da Cultura abriu uma série de editais de fomento a audiovisuais e pela primeira vez vai financiar produções para a web, com R$ 800 mil especificamente para o que chama de ‘juventude vlogueira’, que deve na prática selecionar 16 youtubers para receberem R$ 50 mil cada um. 

Outros R$ 800 mil são para projetos que igualmente serão contemplados pela primeira vez, para aplicativos relacionados a cinema e para jogos eletrônicos culturais, nesse caso com R$ 20 mil para cada um dos 40 selecionados (edital App Pra Cultura). 

“O jovem hoje tem sua primeira experiência com o audiovisual por meio da internet. Com uma câmera de celular, é possível produzir conteúdo voltado para o setor de audiovisual. Muitos estão trabalhando por conta própria e decidimos criar um incentivo para que esses jovens continuem produzindo conteúdos”, diz a secretária do Audiovisual do MinC, Mariana Ribas. 

Segundo o edital, “no ato da inscrição, o canal já deve ter sido criado e deve ser apresentado um link com o episódio piloto acessível para avaliação das comissões”.  O projeto deve conter a “descrição da proposta do canal, seu público-alvo, sugestão de temas a serem abordados, linguagem e gênero cinematográfico”.  As inscrições ficam abertas até 21/8. Mais informações podem ser obtidas pelo email concurso.sav@cultura.gov.br. 

Os editais fazem parte do Programa Nacional de Fomento ao Audiovisual (Proav), composto por cinco editais para festivais e mostras de audiovisual e pela primeira vez para projetos para canais web e aplicativos. No total são R$ 8,6 milhões para 135 projetos. 

* Com informações do Minc


PL de Dados Pessoais tem de olhar para as pequenas e médias empresas

Equilíbrio deve ser a palavra-chave da legislação de forma a assegurar o desenvolvimento tecnológico. "Não temos só as grandes companhias", adverte Ciro Freitas, advogado da Pinheiro Neto.

Economia digital: 'Sem dados, regulamentação fica muito emocional'

A afirmação é do professor da FGV e ex-conselheiro e superintendente-geral do CADE, Carlos Ragazzo. Segundo ele, falta uma discussão estruturada sobre a regulamentação de novas tecnologias no país.

BRFibra: ISPs fazem o trabalho das operadoras, mas faltam backbones e sistemas DWDM

"Ter a fibra óptica no acesso não é tudo. Precisamos ter condições de distribuir as informações", observa o José Paulo Linné, presidente da BRFibra Telecomunicações.

Em 12 meses, internet fixa ganhou 1,5 milhão de novas conexões

A alta foi de 5,92% no período. Brasil tem 28,1 milhões de acessos ativos a internet fixa. Provedores Internet responderam por 66% dessas novas conexões.

PEC inclui acesso à Internet entre os direitos fundamentais

Medida, aprovada na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania da Câmara Federal, será analisada por uma Comissão Especial a ser criada. Irá ainda a Plenário para votação.

Revista Abranet 22 . set/nov 2017
Veja a Revista Abranet nº 22 Reforma trabalhista: impactos para os ISPs. Conheça o novo cenário e saiba o que muda para as empresas de Internet. E mais: Os robôs chegaram pra valer; A incerteza dos 450 MHz; TIC Educação: o papel dos provedores.
Clique aqui para ver outras edições

Acompanhe a Cobertura Especial do II Congresso Brasileiro de Internet - Abranet

Empresas da Internet pedem mais segurança jurídica

“O Marco Civil da Internet trouxe base sólida para criar parâmetros para se ter lei mínima para a Internet seguir avançando, mas, infelizmente, vemos varias iniciativas tentando modifica-lo", afirmou o presidente da Abranet, Eduardo Parajo.

Acompanhe a Cobertura Especial do II Congresso Brasileiro de Internet

  • Copyright © 2005-2017 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G