INTERNET

PROTESTE relança velocímetro que mede a velocidade da Internet fixa

Convergência Digital* ... 12/07/2017 ... Convergência Digital

A  PROTESTE – Associação de Consumidores – retomou a campanha "Velocímetro" com o intuito de ajudar aos internautas a saberem quanto da velocidade contratada elas realmente estão recebendo e quantos reais estão perdendo. A ANATEL (Agência Nacional de Telecomunicações) acompanha mensalmente 14 indicadores de qualidade do serviço de Internet fixa no país.

De acordo com a entidade, a análise dessas informações demonstra a baixa qualidade do serviço prestado pelas empresas e a falta de interesse, incentivos e punições adequadas para uma significativa melhoria para os seus clientes. Um resultado geral que ilustra bem essa estagnação é o percentual de indicadores cujas metas foram atingidas. Esse percentual quase sempre esteve abaixo dos 70%, e quando passou disso foi por muito pouco e não durou muito. Nos três primeiros meses de 2017 apenas 65,6% das metas de qualidade foram cumpridas pelas companhias, resultado inferior aos 67,9% de 2014. Ou seja, a situação piorou em vez de melhorar.

De acordo com os resultados da pesquisa de satisfação realizada, com 3.464 pessoas, pela PROTESTE, 40% das pessoas entrevistadas disseram receber menos velocidade, de Internet fixa, do que a contratada. Diante desse resultado a Associação criou a campanha do Velocímetro, para que as pessoas que estão sendo prejudicadas recebam a velocidade contratada e passem a pagar apenas por aquilo que estão recebendo.

O teste, por meio do Velocímetro, precisa ser feito com o computador conectado diretamente no cabo – não pode ser via Wi-Fi, porque o sinal tem uma perda inerente à tecnologia. As informações ficarão gravadas no site da PROTESTE e é necessário que essa medição seja feita, preferencialmente, todos os dias, por pelo menos 30 dias. Após a medição, a ferramenta informará qual é a velocidade da Internet e, ainda, se for o caso, calculará a perda do consumidor em reais.

Dessa forma, e com o apoio do registro mensal, o consumidor poderá avaliar se houve divergência entre a velocidade contratada e a que realmente foi recebida. De acordo com a ANATEL, a velocidade média mensal não pode ser inferior a 80% do plano contratado. Com essas informações a PROTESTE poderá reivindicar, junto às empresas e ao governo, providências e reparações. Para que isso seja possível basta entrar no site www.proteste.org.br/velocimetro, preencher as informações e fazer a medição continuamente. Caso o consumidor queira saber mais informações sobre a campanha, basta entrar em contato com a PROTESTE através do número 0800-282-2208.


Decolar.com é multada em R$ 7,5 milhões

Multa foi aplicada pelo pelo Departamento de Proteção e Defesa do Consumidor (DPDC). Empreas é acusada de ter praticado diferenciação de preço de acomodações e negativa de oferta de vagas, quando existentes.

PMEs: mais de 50% usam Internet via cabo, com velocidades entre 1Mpbs a 10 Mpbs

Levantamento TICs Empresas 2017 mostra ainda que apenas 19% das PMEs vendem produtos via Internet no Brasil.

Proteste pede que Google e Facebook expliquem uso de dados no Brasil

Com a autorização do TSE para “impulsionamento” de conteúdo eleitoral, entidade cobra as condutas das redes para uso dos dados.

NIC.br ativa OpenCDN em Salvador

Cidade tem número expressivo de redes interligadas ao IX.br.  Em maio, tráfego nos IX bateu a marca de 5 terabits por segundo.

Comércio eletrônico no Brasil deixa de faturar R$ 407,2 mi com greve de caminhoneiros

Levantamento da Ebit diz que pouco mais de 860 mil pedidos deixaram de ser feitos pelos consumidores durante os 11 dias de paralisação dos caminhoneiros.

Revista Abranet 24 . maio-junho-julho 2018
Veja a Revista Abranet nº 23 A Convenção Abranet 2018 reuniu, na Bahia, cerca de cem empresas de internet. As discussões foram além do dia a dia e abordaram aspectos como planejamento, inovação e estratégia.
Clique aqui para ver outras edições

Acompanhe a Cobertura Especial do II Congresso Brasileiro de Internet - Abranet

Empresas da Internet pedem mais segurança jurídica

“O Marco Civil da Internet trouxe base sólida para criar parâmetros para se ter lei mínima para a Internet seguir avançando, mas, infelizmente, vemos varias iniciativas tentando modifica-lo", afirmou o presidente da Abranet, Eduardo Parajo.

Acompanhe a Cobertura Especial do II Congresso Brasileiro de Internet

  • Copyright © 2005-2018 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G