Convergência Digital - Home

Oi reforça atuação no mercado de edge computing

Convergência Digital
Convergência Digital - 04/02/2020

A Oi Soluções lançou uma nova oferta de computação em nuvem, batizada Oi Smart Cloud 4.0. Com o novo serviço, a companhia passa a oferecer uma plataforma baseada em ferramentas de código aberto para a atuação híbrida nos modelos de cloud pública e privada. 

“O novo produto permite também implantação de arquitetura edge computing, sendo essa uma aplicação de cloud inédita no Brasil capaz de oferecer uma melhor performance em aplicações que exigem alta capacidade de processamento em tempo real, como em soluções de IoT”, destaca a operadora.

Além de disponibilizar infraestrutura como serviço (IaaS), a tecnologia atua no formato de nuvem híbrida, sendo o modelo público com infraestrutura compartilhada, e o privado com infraestrutura dedicada a um único cliente. Com arquitetura edge computing, o serviço permite que empresas de diferentes setores e com atuação distribuída geograficamente tenham baixa latência de rede e agilidade no processamento de dados, reduzindo o tempo-resposta e aprimorando o desempenho das aplicações. Com modelo de negócio simplificado, toda a gestão do Oi Smart Cloud é realizada através de dashboard único, de forma segura, flexível e escalável.

 “Nossa estratégia de cloud é oferecer uma solução tecnologicamente compatível com o mercado, mas com modelo de negócio mais simples e flexível. Já oferecemos nossos serviços de cloud para cerca de 200 empresas e queremos crescer a nossa receita em cloud em mais de 50% nos próximos dois anos com o lançamento”, diz Rodrigo Shimizu, diretor de Marketing da Oi Soluções.

 


Recrutadores e a dura tarefa de contratar cientistas de dados

O maior gargalo é encontrar profissionais adequados às demandas das empresas e o Brasil, hoje, é um exportador de talentos para outros países.

Destaques
Destaques

Metade das empresas no Brasil não confia na própria análise dos dados

Levantamento da Serasa Experian mostra ainda que 42% das companhias brasileiras admitem perder dinheiro com a má qualidade das informações. Má governança é vista como um desafio a ser superado. O mais grave: mais de 70% destão sem estratégia para superar essa etapa.

Dataprev vai comprar Inteligência Artificial e exige uso da nuvem pública

Estatal de TI não revela o montante a ser pago, mas diz que contrato será de 24 meses e inclui capacitação técnica dos funcionários, no modelo de serviços por demanda. Propostas devem ser enviadas até o dia 20 de julho.



Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Veja mais artigos
Veja mais artigos

Transformação digital exige eficiência no gerenciamento

Por Luiz Fernando Souza*

Prevenir é sempre melhor do que remediar. Essa é uma máxima que precisa ser aplicada à transformação digital, e vale quando falamos da gestão dos servidores. E as razões são simples: é menos sofrido, menos dolorido e mais barato manter uma rotina de trabalho focada na manutenção, preservando com inteligência dados e sistemas.

Jornada para a nuvem: evite as armadilhas e faça a coisa certa

Por Fábio Kuhl*

Até bem pouco tempo, a nuvem era inovação, hoje me arrisco a dizer que, em breve, uma commodity.


Copyright © 2005-2020 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site