GOVERNO

Ministério da Economia: Serpro e Dataprev serão vendidas ou fechadas

Luís Osvaldo Grossmann ... 13/02/2019 ... Convergência Digital

Se o tema das privatizações abrangentes ainda causa divisões no governo Jair Bolsonaro, as divergências alcançam as estatais sob a batuta do Ministério da Economia. Segundo o secretário de desestatizações e desinvestimentos do, Salim Mattar, Serpro e Dataprev serão vendidas ou fechadas.

“Quero vender a ideia do ministro Guedes. Quero vender a ideia do presidente, que comunga dessas ideias. É uma batalha difícil”, afirmou Mattar nesta quarta, 13/2, ao participar de painel sobre o tema promovido pela revista Voto, em Brasília. “As empresas sob o nosso ministério, que são quatro, IRB, Casa da Moeda, Serpro e Dataprev, serão privatizadas, vendidas ou fechadas. Está sob a nossa autoridade.”

"Nós chamamos de estatais setoriais, aquelas de outros ministérios – Correios, EPL, aquela do trem-bala. A decisão de privatizar essas empresas é do ministro. E eu fico aporrinhando os ministros para poder privatizar. Esse é o meu papel. Sei que tenho uma grande batalha pela frente”, reconheceu o secretario, que defendeu até mesmo que o governo reduza participações em empresas já privatizadas, citando especialmente a Vale.

“A Vale é uma estatal. Os fundos de pensão, patrocinados pelo Estado, detém o controle. Estamos aqui para reprivatizar a Vale. Precisamos permitir que a iniciativa privada gire o mundo dos negócios”, insistiu Salim Mattar. Para ele, o governo deve aguardar alguns anos para que os papéis se valorizem antes.


Revista do 62º Painel Telebrasil 2018
Veja a revista do 62º Painel Telebrasil 2018 Brasil Digital: O futuro é agora - é o tema da revista do Painel Telebrasil 2018.
Edição, com 104 páginas, consolida os debates realizados no evento, que reuniu a indústria de Telecomunicações.
Clique aqui para ver outras edições

MP entra com pedido para TCU fiscalizar terceirizações no Governo Federal

Subprocurador-geral, Lucas Rocha Furtado, diz que as terceirizações são uma forma de driblar a obrigatoriedade de concurso público, previsto na Constituição. Também alega que as terceirizações estão sendo feitas para 'satisfação de interesses pessoais', mediante direcionamento na indicação de profissionais.

MCTIC vai cruzar dados com a Receita em novo formulário da Lei do Bem

Segundo a diretoria de apoio à inovação da pasta, foco do novo FORMP&D é a segurança. “Ideia é assegurar que quem está prestando os registros são os representantes dessas empresas”, diz a diretora Adriana Martin.

Serpro e Dataprev unificam mais de 22 milhões de contas de brasileiros

Usuários, agora, terão um único login para acessar a plataforma gov.br e as mais de 80 soluções disponíveis de governo digital, entre elas, INSS e ComprasNet. Acesso ao portal poderá ser feito por CPF, senha e certificado digital A3, que serve para pessoas físicas e jurídicas.

Operações com criptomoedas terão que ser informadas à Receita

Nova instrução normativa da Receita exige informações quando as operações com ‘criptoativos’ ultrapassarem os R$ 30 mil mensais. No valor  de mercado desta terça-feira, 07/05, um bitcoin vale US$ 5.940,00, ou R$ 23.760. Ou seja, brasileiro com 2 bitcoins terá de prestar contas com o Fisco.



  • Copyright © 2005-2019 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G