Convergência Digital - Home

Com nuvem e governo digital, Certisign prevê emissão de 200 mil certificados digitais/mês

Convergência Digital
Ana Paula Lobo - 18/02/2019

Em 2018, o Brasil contabilizou quase 8 milhões de certificados digitais emitidos e válidos, sendo que no ano passado foram emitidos 4,8 milhões de novos certificados, um bom incremento, mas ainda aquém do desejado pela indústria, mesmo com o crescimento contínuo de dois dígitos ao ano em tempos de crise econômica, observa o diretor de Varejo da Certisign, Leonardo Gonçalves.

A empresa tem metas ambiciosas para 2019, principalmente, com a emissão do certificado digital na nuvem, mas admite: a massificação real e efetiva do produto só virá quando a relação do cidadão com o governo estiver 100% digital. "Não tem jeito o certificado digital será um documento essencial quando o cidadão não tiver mais de ir ao balcão para ser atendido pelo governo, quanto mais certificado digital emitido, mas será possível rever custos de emissão", acrescenta Gonçalves, em entrevista ao portal Convergência Digital.

Em outubro do ano passado, a Certisign lançou o certificado digital na nuvem. O produto, batizado de RemoteID, além de viabilizar a emissão e o armazenamento em nuvem, permite todo o gerenciamento do ciclo de vida do Certificado, incluindo o seu histórico de uso, já representa 2% das emissões de certificados da companhia, que, no ano passado, teve uma média mensal de 120 mil a 130 mil certificados digitais emitidos. Para 2019, a meta é chegar a média de 200 mil certificados digitais por mês.

"Estamos convictos que a nuvem vai mudar a relação do uso do certificado digital. o eSocial será um incrementador de certificados ao longo do ano. Mas o ponto a destacar é que muitas empresas, e PMEs, já usam o certificado digital mesmo sem ter a obrigatoriedade. Usam o certificado pelas facilidades obtidas, pela digitalização dos processos", afirma Gonçalves.

Para o executivo da Certisign, o certificado digital é a uma parceria pública privada que deu certo entre o governo e as empresas privadas, mas é um segmento que exige compliance e responsabilidade. "O certificado digital é o documento digital existente", salienta. Por conta do momento do segmento, Gonçalves diz acreditar que haverá fusões e aquisições, uma vez que, hoje, existem 17 Autoridades Certificadoras, registradas no ITI-Brasil.

Para ficar à frente do mercado, a companhia planeja investir cerca de R$ 20 milhões em 2019 e, depois da nuvem, a nova aposta e que envolve nova tecnologia é o uso da biometria. "Já temos o RemoteID com certificado de biometria e com boa adesão no mercado B2B, especialmente, pelos grandes varejistas. Esse é um mercado em franca expansão", completa o diretor de Varejo e Canais da Certisign, Leonardo Gonçalves.


Ciência de dados: a profissão do agora e do futuro

Em alta, o profissional cientista de dados é buscado em áreas como medicina, varejo, bancos, telecom, entre outros. Um bom especialista tem formação multidisciplinar e visão holística do negócio.

Destaques
Destaques

Metade das empresas no Brasil não confia na própria análise dos dados

Levantamento da Serasa Experian mostra ainda que 42% das companhias brasileiras admitem perder dinheiro com a má qualidade das informações. Má governança é vista como um desafio a ser superado. O mais grave: mais de 70% destão sem estratégia para superar essa etapa.

Dataprev vai comprar Inteligência Artificial e exige uso da nuvem pública

Estatal de TI não revela o montante a ser pago, mas diz que contrato será de 24 meses e inclui capacitação técnica dos funcionários, no modelo de serviços por demanda. Propostas devem ser enviadas até o dia 20 de julho.



Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Veja mais artigos
Veja mais artigos

Transformação digital exige eficiência no gerenciamento

Por Luiz Fernando Souza*

Prevenir é sempre melhor do que remediar. Essa é uma máxima que precisa ser aplicada à transformação digital, e vale quando falamos da gestão dos servidores. E as razões são simples: é menos sofrido, menos dolorido e mais barato manter uma rotina de trabalho focada na manutenção, preservando com inteligência dados e sistemas.

Jornada para a nuvem: evite as armadilhas e faça a coisa certa

Por Fábio Kuhl*

Até bem pouco tempo, a nuvem era inovação, hoje me arrisco a dizer que, em breve, uma commodity.


Copyright © 2005-2020 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site