SEGURANÇA

Apple promete US$ 1 milhão para quem detectar falhas no iPhone

Convergência Digital* ... 09/08/2019 ... Convergência Digital

A Apple está oferecendo a pesquisadores de segurança cibernética até US$ 1 milhão para detectar falhas no iPhone, a maior recompensa oferecida por uma empresa para se defender de hackers, em um momento de crescente preocupação sobre governos invadindo dispositivos móveis de dissidentes, jornalistas e defensores dos direitos humanos. 

Ao contrário de outras empresas de tecnologia, a Apple anteriormente oferecia recompensas apenas a pesquisadores convidados que tentavam encontrar falhas em seus telefones e em backups na nuvem. 

O prêmio de US$ 1 milhão se aplica apenas ao acesso remoto ao kernel do iPhone sem qualquer ação do usuário do telefone. A maior recompensa anterior da Apple foi de US$ 200 mil por relatórios sobre bugs que podem ser corrigidos com atualizações de software. 

A Apple está tomando outras medidas para facilitar a área de pesquisa, incluindo a oferta de um telefone modificado que possui algumas medidas de segurança desativadas.  Várias empresas privadas, como o NSO Group de Israel, vendem recursos de hacking para governos. 

Entre os principais componentes das violações estão os programas que aproveitam as falhas desconhecidas nos telefones, em seus softwares ou em aplicativos instalados.

* Com informações da Reuters


NEC - Conteúdo Patrocinado - Convergência Digital
Multibiometria: saiba como ela pode cuidar da sua segurança digital

Plataforma Super Resolution, que integra espaços físicos e digitais, será apresentada pela primeira vez no Brasil no Futurecom 2018. Um dos usuários da solução é o OCBC Bank, de Cingapura. A plataforma permite o reconhecimento instantâneo das pessoas à medida que se aproximem da agência.

Sistemas sem suporte rodam em mais de 40% dos PCs

Pesquisa da empresa de segurança Kaspersky diz que mais popular é Windows 7, que ficará sem suporte em três meses. Grandes, pequenas e microempresas continuam usando versões como XP ou Vista. 

Crimes cibernéticos: Brasil é passível de represália por não assinar Convenção de Budapeste

O consultor em Segurança Cibernética e professor da pós-graduação da Universidade UniCarioca, Guilherme Neves, adverte que o País está atrasado e erra ao não aderir à um tratado global de defesa cibernética.

TSE convoca profissionais de TI para testar segurança das urnas eletrônicas

Evento ocorrerá no período de 25 a 29 de novembro, na sede do TSE, em Brasília. Inscrições vão, agora, até o dia 22 de setembro.

Brasil perdeu mais de R$ 80 bilhões com ataques cibernéticos em 12 meses

O País, hoje, é o segundo do mundo onde ocorrem mais perdas econômicas por conta das ações dos hackers, revelou o coronetl Arthur Sabbat, do Gabinete de Segurança Institucional (GSI) da Presidência da República.



  • Copyright © 2005-2019 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G