TELECOM

Sem acordo, CCT do Senado adia, de novo, decisão sobre futuro da Sky

Luís Osvaldo Grossmann ... 18/09/2019 ... Convergência Digital

De costura complexa, mais uma vez foi adiada a votação do projeto de lei 3.832/19 na Comissão de Ciência e Tecnologia do Senado Federal. Por apelo de todos e concordância do relator, empurrou-se a tentativa de um acordo para a próxima semana. 

“Em política, 51% pode ser uma vitória estrondosa. A gente tem que buscar um entendimento. A área de Ciência e Tecnologia será a mais demandada daqui para frente e a manutenção do bom entendimento interno na comissão vai permitir promulgar boas leis para ajustar esse mundo tecnológico, de inovação que estamos mergulhando. Este é um dos projetos, mas teremos outros e precisamos manter a capacidade de diálogo. É legitimo e produtivo que a gente espere até a semana que vem”, disse o relator Arolde Oliveira (PSD-RJ). 

Segundo revelou na sessão da CCT desta quarta, 18/9, vários senadores indicaram intenção de apresentar novas emendas ao projeto. Ao mesmo tempo, avança um entendimento para que o PL 3.832/19 se resuma à eliminação das restrições à propriedade cruzada no mercado de TV por assinatura brasileiro, ficando o que não tem consenso para o PL 57/18, que trata do mercado audiovisual e de vídeo sob demanda pela internet. “Aquilo que não for possível aprovar aqui vamos jogar no [PL] 57, que também é relacionado com o tema”, reforçou o relator do próprio, Izalci Lucas. 

Já controverso por endereçar uma demanda específica da americana AT&T, embora conte com apoio da Anatel, o PL 3.832/19 ficou ainda mais complexo com a ampliação do debate para a internet, diante da emenda que separa expressamente a distribuição de audiovisuais pela rede dos ditames da Lei do Seac (12.485/11). 


Revista do 63º Painel Telebrasil 2019
Veja a revista do 63º Painel Telebrasil 2019 Transformação digital para o novo Brasil. Atualizar o marco regulatório das telecomunicações é urgente para construir um País moderno, próspero e competitivo.
Clique aqui para ver outras edições

Anatel simplifica e zera custo para homologar produtos de Telecom

"A isenção da taxa é imediata e vale para todos os produtos homologados pela Anatel – inclusive radioamadores, drones e produtos importados para uso do próprio usuário”, disse o presidente da Agência Reguladora, Leonardo Morais.

Anatel: Tirando Oi, Telefônica, Claro, TIM e Sky todas as demais são pequenas prestadoras

Critério mudou de 50 mil acessos para 5% de cada mercado relevante, telefonia fixa e móvel, internet e TV paga.  Definição permite a isenção de uma série de obrigações regulatórias.

Acordo entre Enel e teles tenta novo mutirão de ‘limpeza’ dos postes em SP

Meta de limpar 1,8 mil postes até dezembro foi acertada com Vivo, Claro, TIM, Oi e Telcomp e o Procon-SP. 

Teles fazem campanha por conta digital sem papel

Segundo Sinditelebrasil, 76 milhões de clientes ainda recebem faturas impressas todos os meses – em média, 152 milhões de folhas. 




  • Copyright © 2005-2019 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G