TELECOM

TIM projeta investir R$ 12,5 bilhões entre 2019 e 2021

Ana Paula Lobo* ... 21/02/2019 ... Convergência Digital

A TIM publicou nesta quinta-feira, 21/02, o seu plano industrial para o triênio 2019-2021. A companhia revisou para baixo a projeção de crescimento de receitas, mas tornou mais agressiva a meta de expansão do EBITDA. O Capex total no triênio será de R$ 12,5 bilhões, 4% mais que a previsão do triênio anterior.

No plano industrial, a operadora sustenta uqe o momento será o de acelerar a transformação digital em atividades voltadas ao cliente e processos e sistemas internos. Também haverá a atenção para a melhora contínua de margem, com a projeção de chegar a mais de 40% em 2020, devido ao rígido controle de custos(crescimentodo OPEX abaixo da inflação).

Entre as metas impostas à TIM para o período 2019 e 2020, ganham destaque:

Aumentar protagonismo no ecossistema crescente deIoT (além da conectividade)

Novas oportunidades de receita como Provedor de Plataforma(analytics, BD, publicidade móvel, etc.)

Agregação de oferta de conteúdo para suportar o crescimento da receita de serviço móvel + fixo;

Ampliar as oportunidade de negócios em B2B, posição, aliás, adiantada pelo presidente Sami Foguel, na teleconferênica de resultados do 4º trimestre de 2018, realizada nesta quarta-feira, 20/02.

A operadora reafirmou ainda o ainda seu compromisso com:

(i) a  preservação  de uma  abordagem austera  no  controledecustos,  visando elevar arentabilidade  de  sua operação,e  por  isso  mantém  a  meta  de atingiro  patamar  de  40%  de  Margem  EBITDA em  2020, bem  como

(ii) a  alocação  eficiente  do  capital,  caracterizada  pela destinação  do CAPEX  em  projetos de  ampliaçãoe  modernizaçãoda  infraestrutura(rede  e  TI) e 

(iii)  a contínua expansão da geração de caixa traduzida pela elevação doindicador de EBITDA –CAPEX sobre a Receitapara o patamar de 20%

Acesse aquii o link do plano industrial da TIM Brasil 2019 a 2021.


Com Lei, small cells avançam no Distrito Federal

"As pequenas antenas são essenciais para a melhor cobertura do 4G e depois para o 5G e tiveram dispensa de licitação. Podem ser colocadas em bancas, placas de sinalização, etc.", explica o diretor do SindiTelebrasil, Ricardo Dieckmann. Gargalos, agora, seguem sendo São Paulo e Belo Horizonte.

Teles quebram dados móveis em bairros e regiões para combate à Covid-19

Ferramenta é usada por 22 cidades e 17 estados: Alagoas, Amapá, Bahia, Ceará, Espírito Santo, Goiás, Maranhão, Minas Gerais, Pará, Paraíba, Piauí, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Sergipe e São Paulo.

Padtec reorganiza e se prepara para ir à Bolsa de Valores

IdeiasNet, ex-controladora, foi incorporada pela Padtec Holding. Ida à B3 é estratégia de médio prazo e servirá para a expansão internacional da companhia.

Londrina quer vender Sercomtel por R$ 130 milhões

Tentativa de privatização da operadora, que tem cerca de 400 mil acessos de telefonia e internet, foi remarcada para 18/8, na B3. Prefeitura admitiu o parcelamento na aquisição para atrair interessados nessa nova tentativa.

Revista do 63º Painel Telebrasil 2019
Veja a revista do 63º Painel Telebrasil 2019 Transformação digital para o novo Brasil. Atualizar o marco regulatório das telecomunicações é urgente para construir um País moderno, próspero e competitivo.
Clique aqui para ver outras edições



  • Copyright © 2005-2020 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G