Home - Convergência Digital

EUA x Huawei: chinesa vai à justiça, mas pressão do governo não cede

Convergência Digital - Carreira
Convergência Digital - 29/05/2019

A Huawei apresentou uma moção legal buscando declarar como inconstitucional uma lei de defesa dos Estados Unidos, no mais recente ato da fabricante chinesa de equipamentos de telecomunicações para lutar contra as sanções de Washington que ameaçam empurrá-la para fora do mercados globais. A moção pede que a Lei de Autorização de Defesa Nacional (NDAA) de 2019 seja declarada como inconstitucional em julgamento sumário.

A NDAA proíbe que as agências federais e seus fornecedores usem equipamentos da Huawei por motivos de segurança nacional, citando os laços da empresa com o governo chinês. A Huawei negou repetidamente que seja controlada pelo governo, serviços militares ou de inteligência da China.

O secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, no entanto, manteve a pressão sobre a Huawei. “A Huawei é um instrumento do governo chinês”, disse Pompeo em entrevista à Fox Business Network. “Eles estão profundamente conectados. É algo difícil para os americanos entenderem.”

Já o chefe jurídico da Huawei, Song Liuping, revelou que a companhia está revendo maneiras de combater a proibição norte-americana, que segundo ele afeta mais de 1.200 fornecedores e ameaça atingir seus 3 bilhões de clientes em 170 países.“Hoje são as telecomunicações e a Huawei, amanhã pode ser sua empresa, sua indústria, seus clientes”, disse ele a jornalistas na sede da Huawei em Shenzhen.

Enquanto isso, Vincent Pang, vice-presidente sênior de comunicações corporativas da Huawei, afirmou que as sanções dos EUA transcenderam as fronteiras da competição normal de mercado. “Isso pode levar ao início da fragmentação do ecossistema global e padrões do setor de tecnologia”, advertiu Pang.

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

03/07/2019
Embargo dos EUA à Huawei pesa no bolso e reduz o lucro da Samsung

01/07/2019
Trump cede à pressão interna e autoriza venda de produtos à Huawei

26/06/2019
Governo de Brasília retoma Parque Tecnológico com laboratório de 5G e incubadora

24/06/2019
Huawei: "Vamos manter os altos investimentos em 5G"

17/06/2019
Nuvem é motor do crescimento futuro da Huawei

07/06/2019
Brasil não vai barrar Huawei, diz vice-presidente Hamilton Mourão

06/06/2019
Google Brasil endossa que Huawei não respeita política de privacidade

06/06/2019
Bloqueada nos EUA, Huawei anuncia acordo com a Rússia para 5G

06/06/2019
Ao Procon, Google diz que Huawei só atualiza Android até 19 de agosto. Fabricante assegura serviços

31/05/2019
Dell perde receita e reclama da pressão de Trump sobre empresas chinesas

Destaques
Destaques

Varejo x bancos: carteira digital vira superaplicativo

Superados os obstáculos iniciais, mercado não financeiro acelera estratégia para ficar com preferência dos consumidores.

Para injetar R$ 200 bilhões na economia, IoT tem de ficar livre das amarras tributárias

Relator da proposta de tributo zero para Internet das Coisas, deputado Eduardo Cury, do PSDB/SP, disse que o setor precisa municiar o Parlamento com dados para convencer à Casa a conceder a desoneração.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

O potencial pouco explorado da Internet das Coisas

Por Daniel Kriger*

A grande mudança que a Internet das Coisas (IoT – Internet of Things) trará para a vida das pessoas está além da facilidade de se preparar um café, programar um banho quente ou economizar na conta de luz. Dar conectividade a objetos e abrir espaço para comandos inteligentes em inúmeras tarefas do dia a dia é um dos principais propósitos de IoT. Mas não é só isso.


Copyright © 2005-2019 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site