TELECOM

Oi nega negociação com bancos para aumentar capital em R$ 2,5 bilhões

Ana Paula Lobo* ... 11/07/2019 ... Convergência Digital

Em comunicado ao mercado enviado nesta quinta-feira, 11/07, a Oi negou qualquer negociação com instituições financeira para a realização de um novo aumento de capital para a empresa no valor de R$ 2,5 bilhões. A manifestação ocorreu um dia após notícias veiculadas na imprensa apontarem que a operadora já estaria buscando um assessor financeiro para este fim.

Assinado pelo diretor de finanças e relações com investidores da Oi, Carlos Brandão, o comunicado lembra que o plano de recuperação judicial da empresa "prevê a possibilidade da Companhia buscar, caso necessário, além dos recursos obtidos com o aumento de capital já realizado em janeiro deste ano, novos recursos destinados à consecução das atividades do grupo Oi, no montante total de até R$2,5 bilhões". Contudo, a operadora pontua que "até a presente data não ocorreram tratativas para mandatar instituição financeira para atuar na alternativa prevista".

O plano de recuperação judicial da Oi foi homologado em fevereiro de 2018 e estabeleceu prazo de até dois anos para a realização de um eventual segundo aumento de capital (o primeiro totalizou R$ 4 bilhões), que poderia ser realizado "mediante a emissão de pública de ações ordinárias ou de novos instrumentos de dívida, incluindo dívidas com garantia". Recursos, de acordo com as especulações do mercado, seriam em torno da decisão estratégica da OI de direcionar suas atenções para a fibra óptica em detrimento da operação móvel - que poderia vir a ser vendida.


Internet Móvel 3G 4G
Carteira digital representou apenas 0,03% dos pagamentos recorrentes no Brasil

Pesquisa, produzida pela Vindi, com dados de 2019, mostra que o cartão de crédito, com larga vantagem, e o boleto bancário são as duas opções preferidas do brasileiro. No mercado de meio de pagamentos, a Cielo manteve a liderança, mas as startups, como a Stone, cresceram e apareceram.

Revista do 63º Painel Telebrasil 2019
Veja a revista do 63º Painel Telebrasil 2019 Transformação digital para o novo Brasil. Atualizar o marco regulatório das telecomunicações é urgente para construir um País moderno, próspero e competitivo.
Clique aqui para ver outras edições

Dataprev contrata Claro por R$ 236 mil para ter fibra ótica no Rio de Janeiro

Contrato, publicado no Diário Oficial da União, prevê a interligação dos prédios do data center da estatal de TI no Rio de Janeiro à filial na mesma cidade, no bairro de Botafogo.

Autor da nova Lei das teles lidera entidade para brigar por banda larga

Ex-deputado Daniel Vilela vai presidir a Aliança Conecta Brasil F4, que nasce com apoio da Huawei, FiberX e da consultoria Teleco, mas quer novos associados. “Não existe economia digital sem infraestrutura”, afirma.

Consumidores: Banda larga é o serviço com menor satisfação, celular o melhor

Para a Anatel, como o padrão de consumo exige estar sempre online, percepção de qualidade é especialmente rigorosa com a conexão à internet.

Decreto da nova Lei de Telecom depende de acerto sobre renovação de frequências

“Entendemos que é melhor que a Lei também seja aplicada para os contratos vigentes e estamos tentando construir uma posição única de governo”, explica o secretário executivo do MCTIC, Julio Semeghini. 




  • Copyright © 2005-2019 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G