Home - Convergência Digital

Banco do Brasil usa IoT na gestão dos ativos de terminais de autoatendimento

Convergência Digital - Carreira
Por Carmen Nery e Pedro Costa - 17/06/2019

O Banco do Brasil estuda uma estratégia para implementação de aplicações de Internet das Coisas (IoT). Wagner Leão Costa Filho, gerente de Soluções da Diretoria de Tecnologia do BB, revelou no CIAB Febraban 2019, realizado de 11 a 13 de junho, em São Paulo, que o banco já vem utilizando IoT na gestão dos ativos de terminais de autoatendimento.

Mas ele ressaltou que IoT vem acompanhado de diversos casos de uso da indústria financeira, como agronegócio, crédito e seguros, áreas que ainda estão na etapa de pesquisa e desenvolvimento mas que o banco espera que tragam resultados em breve.

O Banco do Brasil é o maior financiador do crédito agrícola no País e estuda aplicações de telemetria e, principalmente, de análise de risco e ajuda ao produtor no monitoramento da sua safra. "É possível usar dados de clima para saber como será a produtividade da safra e minimizar o risco do produtor e, no caso dos bancos, acender um alerta de possível inadimplência. O IoT é importante para o agronegócio, mas ainda está em desenvolvimento. Boa parte dos dados a gente já possui, mas ainda há muito a evoluir no setor agrícola", ressalvou o gerente do BB.

O banco também realiza testes com os correntistas, numa aplicação em que o usuário clica no botão "Falar com o BB" e pode ter retorno de sua demanda por Whatsap ou chat. Costa Filho disse que os desafios da implementação de IoT na indústria financeira são os mesmos de toda tecnologia: segurança, privacidade e alto volume de dados. Mas ele reconheceu que a indústria de TI tem oferecido dispositivos cada vez mais seguros.

"Os casos de uso são diversos, temos muito o que explorar ainda, mas segurança e volume de dados são dois grandes desafios. Estamos tratando a privacidade, sempre associando o uso dos dados a alguma funcionalidade ou algum valor que entregamos ao nosso cliente." Assistam à entrevista com Wagner Leão Costa Filho, do BB.

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

19/02/2020
Defesa Cibernética: 5G do Brasil deve resistir a riscos de qualquer empresa ou nação

13/02/2020
Agricultura: Mais de 5 mil torres poderiam ser usadas para levar banda larga à área rural

12/02/2020
Autor da nova Lei das teles lidera entidade para brigar por banda larga

07/01/2020
O carro será uma Internet das Coisas

13/12/2019
Serpro faz a plataforma para consentimento ao uso de dados no Governo

12/12/2019
Governo estuda como transferir dados para Serpro e Dataprev pós-privatização

04/12/2019
GSI prepara projeto de lei com regras gerais para segurança cibernética

04/12/2019
Esperar a Autoridade de Dados é um erro das empresas no Brasil

25/11/2019
OVUM:Consolidação é inevitável nas operadoras competitivas

18/11/2019
Vogel Telecom entra na disputa pelo mercado de atacado e redes neutras

Destaques
Destaques

Governo do Brasil ainda avalia restringir Huawei na implantação do 5G

MCTIC estuda a publicação de um novo Decreto, ou em forma de Portaria, com normas para cibersegurança específicas para o setor de telecomunicações. A estratégia Nacional de Segurança Cibernética, recém-lançada pelo Governo, tratou - de forma genérica- o tema 5G.

5G exigirá uso de requisitos mínimos de Segurança Cibernética

Tecnologia é apontada como 'uma revolução na comunicação de dados, no potencial de emprego de equipamentos de Internet das Coisas e na prestação de novos e disruptivos serviços".

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

Carro autônomo: decisões baseadas em dados vão evitar acidentes?

Por Rogério Borili *

O grande debate é que a inteligência dos robôs precisa ser programada e, embora tecnologias como o machine learning permitam o aprendizado, é preciso que um fato ocorra para que a máquina armazene aquela informação daquela maneira, ou seja, primeiro se paga o preço e depois gerencia os danos.


Copyright © 2005-2019 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site