TELECOM

TIM: TAC é o passivo mais rápido para aumentar investimento em redes

Ana Paula Lobo e Rafael Mariano ... 10/12/2018 ... Convergência Digital

A maior pendência para que a operadora assine o Termo de Ajustamento de Conduta com a Anatel está na definição final dos valores de referência para se estabelecer o montante final a ser investido em troca das multas. No caso da TIM, a projeção é de algo em torno de R$ 500 milhões. Equipamentos da TIM terão adaptação ao compartilhamento em ran sharing, sustentou o diretor de Assuntos Regulatórios, Carlos Franco, que participou nesta segunda-feira, 10/12, da 32º Seminário Internacional ABDTIC, na capital paulista.

Segundo Franco, o TAC da TIM está em estágio avançado e só não saiu por conta da intenção da Anatel de fechar primeiro os de maior volume - como o da Telefônica e da Oi, que acabaram não sendo celebrados por conta da ação direta do TCU. Ainda de acordo com o diretor regulatório da TIM, o Plano Estrutural de Redes de Telecomunicações também dá um norte para os investimentos em áreas carentes de infraestrutura. O especialista, no entanto, advertiu que os recursos são finitos e é necessário ter uma mínima coordenação para que se possa entregar o máximo para as localidades mais carentes.

"O TAC é um excelente passivo para ser revertido em algo benéfico à sociedade. Acreditamos muito que é possível fechar logo um acerto com a Anatel. Apostamos em assinar o TAC ainda no primeiro semestre de 2019", observou Franco. A expectativa anterior era para o mês de setembro, mas com a interferência do TCU, os processos foram postergados na agência reguladora.

Em entrevista à CDTV, do portal Convergência Digital, Carlos Franco diz que a lista dos municípios a serem beneficiados pelo TAC da TIM já é de conhecimento da Anatel e que compartilhamento será condição obrigatória. "Nossos equipamentos estarão aptos para o ran sharing. É o nosso mantra". Assistam a entrevista.


Internet Móvel 3G 4G
Indústria de Telecom mobiliza força-tarefa para salvar 5G da guerra política

A GSMA, que representa fabricantes e operadoras de telecomunicações, propôs aos governos da Europa a realização de um regime comum de testes de seguranças de rede para evitar a exclusão de fornecedores dos processos. O medo da GSMA é que a disputa entre a Huawei e o governo dos EUA, com respingo na Europa, impacte a construção das novas redes.

Painel Telebrasil 2019
A 63ª edição do principal encontro institucional de lideranças do setor de telecomunicações e TICs acontecerá entre os dias 21 e 23 de maio de 2019, em Brasília. Saiba mais em paineltelebrasil.org.br
Veja o vídeo

Teles vão ao STF contra lei que obriga atendimento em 15 minutos

Nova ação direta de inconstitucionalidade argumenta competência federal sobre telecom para questionar a lei aprovada em São Paulo que dispõe sobre o tempo de espera nas lojas das operadoras.

EUA vai banir Huawei e sugere cortar parcerias com quem não imitar

Em visita ao leste europeu, o secretário de Estado americano, Mike Pompeo, diz que o uso de equipamentos de telecomunicações chineses “dificultam parcerias”.

Teles questionam no STF leis sobre cobrança e desbloqueio de celular

Em duas ADIs, empresas reclamam que leis do Rio de Janeiro invadiram a competência federal para tratar de telecomunicações.

Anatel reserva parte da faixa de 1,9 GHz da Claro para conexões via satélite

Ao analisar prorrogação do uso para telefonia fixa, agência reduziu prazo a cinco anos com vistas a mudar a destinação para o serviço móvel global por satélite.




  • Copyright © 2005-2019 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G