TELECOM

Operadoras captaram R$ 40,978 bilhões do BNDES entre 2004 a 2018

Ana Paula Lobo* ... 18/01/2019 ... Convergência Digital

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) divulgou nesta sexta-feira (18) a lista dos seus 50 maiores clientes e todas as operações com eles realizadas nos últimos 15 anos. De acordo com o banco, os dados já estavam no site, mas as informações estavam fragmentadas em diversas páginas, separadas por linhas de financiamento, disponíveis de uma "maneira difícil para a maioria das pessoas".

As operadoras de telecom Oi, TIM e Telefônica fazem parte da relação dos 50 maiores tomadores de recursos do BNDES de 2004 a 2018. A Claro S.A aparece apenas como tomadora de um empréstimo, de R$ 771 milhões, entre 2016 e 2018, ficando bem atrás das rivais na tomada de capital público.

Nos últimos 14 anos, a TIM solicitou empréstimos de R$ 12,142 bilhões. A Telefônica solicitou R$ 10,265 bilhões. O Grupo Oi aparece com as suas subsidiárias: Oi Móvel, com R$ 9,828 bilhões, Oi S.A., com R$ 4,301 bilhões, Telemar Norte Leste, com R$ 2,431 bilhões e Telemar Participações, com R$ 1,240 bilhão. No total, a Oi pegou R$ 17,8 bilhões com o Banco de Fomento que foi acionista majoritário da operadora, aprovou a Recupereação Judicial e, hoje, possui menos de 5% do capital acionário da operadora.

TIM, Telefônica e Oi e Claro S.A captaram R$ 40,978 bilhões com o BNDES no período 2004 a 2018. Maior parte dos recursos foi destinada para a construção de infraestrutura de banda larga fixa e móvel.  A Petrobras lidera a lista de maiores tomadores de recursos do banco de fomento (R$ 62,429 bilhões), seguida pela Embraer (R$ 49,3 bilhões) e Norte Energia (R$ 25,3 bilhões). Todos os dados estão concentrados nesse link.

*Com informações do BNDES



Veja edição 12 da Revista Abranet - Assossiação Brasileira de Internet REVISTA ABRANET . 12
Especial 20 Anos de Internet no Brasil


Há 20 anos os provedores de Internet escrevem suas histórias no País. A trajetória não foi nada fácil. Houve decisões políticas e econômicas significativas. Infraestrutura, modelo de negócios e fidelização de clientes foram relevantes no passado e continuam sendo no presente. Ao longo de duas décadas, os ISPs tiveram de se reinventar diversas vezes para não deixar de existir.

Clique aqui para ver outras edições

Começa a valer cadastro que bloqueia telemarketing das teles

A partir deste 16/7, será possível inscrever números no cadastro ‘Não Me Perturbe’. Promessa da Anatel é que em 30 dias os inscritos não receberão mais chamadas promocionais das operadoras de telecom.

Imposto zero para IoT está na Comissão de Constituição e Justiça da Câmara

Deputado Federal, Paulo Ganime (Novo/RJ), diz que o projeto de Lei 7656/2017, corrige uma distorção - a cobrança de FISTEL para os dispositivos IoT.

Governo autoriza aumento de capital da Telebras de R$ 1,17 bilhão

Montante é reflexo dos aportes autorizados em 2015, 2016, 2017 e 2018, quando a estatal estava ainda em acerto financeiro do satélite geoestacionário de defesa e comunicações. 

Comissão aprova prazo de seis meses para instalação de bloqueador de celular em presídios

Relator do projeto retirou o dispositivo que condicionava as novas outorgas de telecomunicação à instalação, ao custeio e à manutenção dos bloqueadores pelas prestadoras.




  • Copyright © 2005-2019 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G