INCLUSÃO DIGITAL

Viasat: TCU controla viabilidade de acordo com Telebras

Luís Osvaldo Grossmann ... 17/12/2018 ... Convergência Digital

A ideia era lançar o serviço comercial logo na esteira das instalações de antenas de acesso à internet via satélite exigidas pelas políticas públicas. Mas com tratativas sobre valores demandadas pelo Tribunal de Contas da União, a americana Viasat vai esperar a palavra final do órgão de controle para iniciar a venda privada de conexões com uso do satélite nacional, da Telebras.

Antes do sucessivos litígios sobre o uso do satélite brasileiro, a previsão era da venda de banda larga em no máximo nove meses após o anúncio do acordo. “Em outubro já teríamos lançado o WiFi comunitário, coisa de 45 dias depois das antenas dos programas governamentais. Mas vamos aguardar uma definição do TCU antes de retomar essa ideia”, afirma a vice presidente e gerente geral da empresa para o Brasil, Lisa Scalpone, em Brasília nesta segunda, 17/12, para a inauguração do centro de operações do satélite na capital.

A demanda, mesmo em áreas isoladas como comunidades indígenas, é evidente, revela a executiva. “Estamos vendo taxas incríveis a partir do próprio Gesac”, explica. A julgar pelo modelo visto em julho, quando Telebras e Viasat conectaram uma escola na comunidade indígena Surumu/Barro, em Roraima, a população que vive na área não conta com sinal de celular e aproveita o link da escola. É parte do público que a Viasat acredita capaz de comprar o serviço em um modelo semelhante a uma Lan House, só que via satélite.

O contrato entre a empresa americana e a estatal brasileiro passou a maior parte de 2018 suspenso, primeiro pelo Judiciário, depois pelo TCU. No último dia de outubro, a Corte de Contas aprovou a validade do acordo, mas exigiu mudanças nos valores negociados. Na semana passada executivos da Telebras foram aos EUA. Nesta, vice-versa. A expectativa de que até a primeira semana de fevereiro haverá números a mostrar ao TCU.

A vice presidente da empresa americana garante, no entanto, que a relação com o Brasil está só começando. O próximo satélite da constelação Viasat 3 será lançado em 2020 e deverá cobrir a América do Sul, permitindo a modulação de capacidade em toda a região. No México, onde chegou em 2016, também pelo vão da baixa renda, já começou a oferecer conexões residenciais de alta velocidade em regiões urbandas também.


Google Station é plataforma de monetização para Programa WiFi Livre SP

Empresa firmou parceria com América Net e Linktel, com patrocínio do Itaú, e já conta com 80 hotspots distribuídos na capital de São Paulo.

Pressão do TCU dobra ganhos da Telebras no contrato com Viasat

Em renegociação forçada pela Tribunal de Contas, o resultado inicialmente estimado em R$ 203 milhões foi turbinado em mais R$ 222 milhões com o acordo de uso da capacidade do satélite nacional para venda de acesso a internet.

TV Digital: Com parecer pró-TVs, Anatel acena com recursos para banda larga

Disputa pelos R4 3,6 bilhões acontecia entre TVs e Teles. Com saldo, haverá dinheiro para os demais projetos, afirma o presidente do Gired, conselheiro Moisés Moreira.

Infovias compartilhadas são estratégicas para ampliar a banda larga

Governo costura uma agenda de ações para massificar o acesso à conectividade no Brasil, entre elas está a revisão do fomento para as cidades inteligentes, revela o secretário de Telecomunicações do MCTIC, Vitor Menezes. Política governamental será debatida no Brasscom TecFórum, que acontece nos dias 24 e 25 de abril, em Brasília.

Embratel instala 15 mil novos hotspots gratuitos de Wi-Fi em Pernambuco

Operadora explica que serão 12500 pontos Wi-Fi instalados em órgãos do governo do Estado e aproximadmente 3000 direcionados para praças e locais públicos. Iniciativa faz parte do programa Pernambuco Conectado, que tem investimentos previstos de R$ 180 milhões.

Para Cade, não houve abuso das teles em questionar contrato da Telebras

Estatal acusou Sindisat, Sinditelebrasil e a amazonense Via Direta de ligitância de má-fé nas disputas judiciais pelo uso do satélite nacional. Para órgão antitruste, aões não eram infundadas.



  • Copyright © 2005-2019 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G