INOVAÇÃO

Fabricar hardware é tão importante quanto fazer software para IoT

Da redação ... 30/08/2018 ... Convergência Digital

Não é verdade que a janela de oportunidade para o Brasil em Internet das Coisas está apenas no software, sustenta Fred Braga, CEO da Bottom Up, startup pernambucana que montou uma linha de produção local de hardware para IoT no Recife. A linha de produção tem capacidade para 35 mil dispositivos, e hoje, já fabrica 22 mil, a maior parte voltada para as utilities.

"Somos competitivos e produzimos hardware de qualidade. Mas para competir com os chineses temos de ter impostos menores. A carga tributária é, hoje, a grande vilã do novo negócio. Perdemos competitividade por causa dos tributos", lamenta Braga, em entrevista à CDTV, do portal Convergência Digital, concedida no IoT Latin America, em São Paulo.

A Bottom Up está partindo para um novo segmento: o da automação residencial com a unidade de negócios, Holmes. Para Braga, mais uma vez, as utilities vão comandar a automatização das residências. "O telecomando virá numa etapa futura". Assistam a entrevista com Fred Braga.


TICs em Foco - TRANSFORMAÇÃO DIGITAL
Prever. Prevenir. Detectar e Responder

Essas são a exigência da remodelagem da gestão de riscos e da segurança organizacional nas corporações.

RTM seleciona startups de TI e Telecom para aceleração

Rede de Telecomunicações para o mercado está com inscrições abertas para acelerar empresas em São Paulo ou Florianopólis.

PwC: Brasil entra na segunda onda dos carros autônomos

Estudo da consultoria,publicado pelo site Autos Giros, mostra que o automóvel está deixando de ser uma propriedade para se tornar ‘apenas’ um veículo para a mobilidade. Mudança estrutural imposta pela tecnologia determina estratégias ousadas.

BNDES dobra financiamento e chega a R$ 30 milhões para projetos de Internet das Coisas

Investimentos somam R$ 88 milhões e vão viabilizar 15 projetos-piloto, tocados por 11 instituições, nas áreas de saúde, rural e cidades inteligentes.

Europa tem quase R$ 8 bilhões em recursos públicos para microeletrônica

Incentivos garantidos  por França, Alemanha, Itália e Reino Unido focam em chips eficientes, sensores, óptica avançada e materiais compostos.

Economia da cultura deve ser prioridade para o Brasil

O Brasil é muito bom em produzir cultura e não pode menosprezar o valor global de investir em cultura, advertiu o advogado Claudio Lins de Vasconcellos, do Lins Vasconcelos Advogados.



  • Copyright © 2005-2019 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G