INTERNET

Brasil quer mais tempo para negociar domínio .amazon com gigante americana

Luís Osvaldo Grossmann ... 27/02/2019 ... Convergência Digital

O Ministério das Relações Exteriores, com apoio do Comitê Gestor da Internet no Brasil, encaminhou à ICANN um pedido formal para que seja adiada a implementação do endereço .amazon em nome da gigante de vendas online Amazon. A disputa pelo DNS vem desde 2012, mas a corporação dos nomes e números da internet ameaça conceder o endereço à empresa americana a partir do mês que vem, março deste 2019.

A ICANN, que administra os endereços na internet, começou a conceder o uso do domínio .amazon para a empresa há sete anos, mas a medida foi bloqueada a partir de recursos dos países da Organização do Tratado de Cooperação Amazônica – Brasil, Bolívia, Colômbia, Equador, Guiana, Peru, Suriname e Venezuela.

Com idas e vindas ao longo dos anos, a ICANN alega que não há mais o que recorrer e mesmo sem acordo pretende confirmar o domínio à Amazon. O Brasil, principal pressão contra a medida, chegou a convidar a ICANN para uma reunião por vídeo conferência no último 19/2, sem sucesso.

“Uma posição conjunta [da OTCA] seria apresentada pela primeira vez na videoconferência. No entanto, devido às circunstâncias políticas que prevalecem na região Amazônica, as quais estou seguro que todos conhecem, isso teria que ser feito pelos estados membros diretamente, não pelo secretariado da OTCA”, argumenta o Itamaraty ao pedir mais tempo. O novo prazo seria até a próxima reunião da ICANN, entre 22 e 24/3.

O adiamento tem apoio do CGI.br, que divulgou nota sobre o tema: “Tendo em vista que ainda há espaço para diálogo entre a ICANN, os países amazônicos e a empresa Amazon, com o objetivo de auxiliar as partes envolvidas a alcançarem uma solução mutuamente acordada, vem a público endossar a solicitação feita pelo governo brasileiro em sua carta ao Conselho Diretor da ICANN (...) com vistas a permitir que os oito países amazônicos e a empresa Amazon encontrem uma solução mutuamente aceitável”.


STJ pressiona por PJe e vai recusar processos eletrônicos a partir de outubro

A partir de 1º de outubro, o Superior Tribunal de Justinça não vai mais receber processos dos Tribunais de Justiça e dos Tribunais Regionais Federais em desacordo com os padrões estabelecidos pelo Conselho Nacional de Justiça. 

Justiça condena site a pagar R$ 100 mil por uso indevido de imagem para 'memes'

A publicação de fotos sem autorização de uso de imagem, somada à venda de produtos contendo a imagem ou caricatura da pessoa, configura dano moral. Assim entendeu o juiz Thiago Inácio de Oliveira, da 2ª Vara de Cristalina (GO). A imagem foi usada em 'memes' em página de humor na Web.

Governo do Espírito Santo vai comprar 340 quilômetros de fibra óptica

Licitação está sendo conduzida pelo Instituto de Tecnologia da Informação e Comunicação do Estado do Espírito Santo (Prodest). Projeto vai interligar 100 unidde de órgãos públicos estaduais. Hoje a infraestrutura óptica do governo já interliga cerca de 450 órgãos estaduais em quatro cidades.

Governo Trump ameaça a França por imposto cobrado às gigantes da Internet

O Senado francês aprovou uma taxa de 3% que será aplicada sobre a receita de serviços digitais vendidos na França por empresas que tenham mais de 25 milhões de euros em receita no país e 750 milhões de euros no mundo. O departamento de Comércio dos EUA questiona a legalidade do tributo.

STJ cancela domínio ‘Decolando’ e arbitra dano de R$ 50 mil à Decolar.com

Para a Justiça, houve dano moral no uso do mesmo verbo para oferta de serviços de turismo pela internet. 

Revista Abranet 28 . ago/set/out 2019
Veja a Revista Abranet nº 28 O 802.11ax - ou Wi-Fi 6 - promete melhor desempenho por dispositivo, cobertura estendida, maior duração de bateria no devices conectados por ele e protocolos de segurança. E muito mais.
Clique aqui para ver outras edições

Acompanhe a Cobertura Especial do II Congresso Brasileiro de Internet - Abranet

Empresas da Internet pedem mais segurança jurídica

“O Marco Civil da Internet trouxe base sólida para criar parâmetros para se ter lei mínima para a Internet seguir avançando, mas, infelizmente, vemos varias iniciativas tentando modifica-lo", afirmou o presidente da Abranet, Eduardo Parajo.

Acompanhe a Cobertura Especial do II Congresso Brasileiro de Internet

  • Copyright © 2005-2019 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G