INOVAÇÃO

BC cria grupo de trabalho para implantar open banking até novembro

Convergência Digital* ... 02/03/2020 ... Convergência Digital

O Banco Central anunciou nesta segunda, 2/3, a formação de um grupo de trabalho para discutir o modelo de open banking a ser implantado no Brasil - assim chamado o sistema que dá aos clientes de bancos o poder sobre seus dados financeiros e que a autoridade monetária quer lançar em novembro deste 2020.

Concebido pelo BC como instrumento para estimular o aumento da concorrência entre as instituições financeiras, o open banking prevê a operação de todo o sistema financeiro num modelo tecnológico padronizado. Por meio dele, um cliente pode acessar produtos e serviços de várias instituições financeiras num único aplicativo.

No comunicado, o BC explicou que o grupo de trabalho será coordenado pelo chefe do departamento de Regulação do próprio órgão e terá até 30 de abril para propor estrutura de governança, incluindo a composição, as atribuições e as responsabilidades dos órgãos técnicos, administrativo e estratégico do open banking no país.

Além do BC, o grupo terá seis representantes indicados por Febraban (grandes bancos); Abecs e Abipag (empresas de pagamentos); ABBC (bancos médios); OCB (cooperativas), ABCD e ABFintech (fintechs); Abranet e CâmaraNet (internet). O grupo vai propor padrões tecnológicos e procedimentos operacionais, canais para encaminhamento de demandas de clientes e de resolução de disputas entre instituições participantes.

“O open banking (...) trará muitos benefícios em termos de maior eficiência e competitividade. Também permitirá o surgimento de novos modelos de negócios e a oferta de produtos cada vez mais adequados ao perfil dos clientes”, afirmou no comunicado o diretor de Normas do BC, Otávio Damaso.

Segundo o BC, a definição da estrutura de governança visa permitir a implementação homogênea, ágil e segura do open banking, a sustentabilidade e efetividade do modelo. 

* Com informações da Reuters


Cloud Computing
Prefeitura de Jundiaí usa IA e nuvem pública da IBM no combate à Covid-19

A assistente virtual, MILLA, é baseada no IBM Watson Assistant, para oferecer à população da cidade do interior paulista um canal de fácil acesso para tirar dúvidas de como agir de forma rápida e apropriada.


Indústria de semicondutores reage à liquidação da Ceitec

Em nota, associação nacional do setor indica “preocupação” com a medida. “Liquidação distanciará ainda mais o Brasil do conhecimento de ponta.”

OBr.Global promove bootcamps Live sobre empreendedorismo

Aceleradora, especializada em internacionalização das empresas, ensinará técnicas adotadas no Vale do Silício, nos EUA.

Política de informática foi feita para o hardware, mas deu certo com o software

Para Sílvio Meira, a estratégia que o Brasil quer desenhar para Inteligência Artificial precisa desafiar à produção nacional para trazer os resultados pretendidos.

Open Banking faz XP ir às compras no Brasil

XP anunciou a aquisição de participação majoritária na fintech Fliper, responsável, hoje, por mapear R$ 7 bilhões lem investimentos na sua plataforma.

Software livre venceu e desapareceu. Agora tudo é serviço.

Como lembrou o cientista e professor Sílvio Meira, ao participar do Convergência Digital em Pauta, até o Windows passou a rodar sobre fundação Linux.  O mundo, hoje, é de quem tem o serviço como diferencial de concorrência.



  • Copyright © 2005-2020 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G