Home - Convergência Digital

EUA x Huawei: chinesa vai à justiça, mas pressão do governo não cede

Convergência Digital - Carreira
Convergência Digital - 29/05/2019

A Huawei apresentou uma moção legal buscando declarar como inconstitucional uma lei de defesa dos Estados Unidos, no mais recente ato da fabricante chinesa de equipamentos de telecomunicações para lutar contra as sanções de Washington que ameaçam empurrá-la para fora do mercados globais. A moção pede que a Lei de Autorização de Defesa Nacional (NDAA) de 2019 seja declarada como inconstitucional em julgamento sumário.

A NDAA proíbe que as agências federais e seus fornecedores usem equipamentos da Huawei por motivos de segurança nacional, citando os laços da empresa com o governo chinês. A Huawei negou repetidamente que seja controlada pelo governo, serviços militares ou de inteligência da China.

O secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, no entanto, manteve a pressão sobre a Huawei. “A Huawei é um instrumento do governo chinês”, disse Pompeo em entrevista à Fox Business Network. “Eles estão profundamente conectados. É algo difícil para os americanos entenderem.”

Já o chefe jurídico da Huawei, Song Liuping, revelou que a companhia está revendo maneiras de combater a proibição norte-americana, que segundo ele afeta mais de 1.200 fornecedores e ameaça atingir seus 3 bilhões de clientes em 170 países.“Hoje são as telecomunicações e a Huawei, amanhã pode ser sua empresa, sua indústria, seus clientes”, disse ele a jornalistas na sede da Huawei em Shenzhen.

Enquanto isso, Vincent Pang, vice-presidente sênior de comunicações corporativas da Huawei, afirmou que as sanções dos EUA transcenderam as fronteiras da competição normal de mercado. “Isso pode levar ao início da fragmentação do ecossistema global e padrões do setor de tecnologia”, advertiu Pang.

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

23/08/2019
Donald Trump ordena que empresas dos EUA fechem operações na China

21/08/2019
5G vai chegar a quase 60% da população em 2025

18/08/2019
Trump é pressionado e anuncia novo prazo para a Huawei atuar nos EUA

16/08/2019
Huawei traz relógio inteligente para o Brasil

12/08/2019
Programa Fábrica de Talentos capacita mais de 300 alunos

10/08/2019
Huawei confirma investimento de R$ 3,2 bilhões até 2022 em São Paulo

09/08/2019
Huawei diz considerar instalar uma fábrica em São Paulo

26/07/2019
Huawei lança celular 5G na China e anuncia TVs inteligentes com IoS próprio

22/07/2019
Governo dos EUA convoca reunião com empresas para discutir boicote à Huawei

03/07/2019
Embargo dos EUA à Huawei pesa no bolso e reduz o lucro da Samsung

Destaques
Destaques

Escassez de talentos e complexidade travam projetos de Internet das Coisas

Estudo global mostra ainda que quase 30% das provas de conceito falham por conta de implementação cara e da falta de profissionais capacitados. A segurança segue sendo desafiadora.

TIM supera rivais em disponibilidade e latência 4G. Claro lidera em velocidade de download

Relatório da OpenSignal mostra que a disponibilidade do sinal 4G melhorou no Brasil com o uso da faixa de 700 Mhz.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

O potencial pouco explorado da Internet das Coisas

Por Daniel Kriger*

A grande mudança que a Internet das Coisas (IoT – Internet of Things) trará para a vida das pessoas está além da facilidade de se preparar um café, programar um banho quente ou economizar na conta de luz. Dar conectividade a objetos e abrir espaço para comandos inteligentes em inúmeras tarefas do dia a dia é um dos principais propósitos de IoT. Mas não é só isso.


Copyright © 2005-2019 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site