Home - Convergência Digital

5G é trunfo da Amazon na sua disputa com a Microsoft

Convergência Digital - Carreira
Da redação - 03/06/2019

As ambições da maior varejista online do mundo vão muito além de ser uma operadora celular rival de outros serviços de telecomunicações, apontam especialistas ouvidos pela Agência Reuters. A Amazon está interessada em adquirir a Boost Mobile, que está sendo vendida pelas operadoras norte-americanas de telefonia móvel T-Mobile e Sprint, que estão em processo de fusão.

A ambição sinaliza que a Amazon está procurando mergulhar mais fundo na indústria de telecomunicações, fortalecer seus serviços de computação em nuvem e, em última análise, aproveitar as redes 5G. O mercado presume que a Amazon quer se tornar uma operadora de telefonia móvel, “mas esse pensamento é pequeno demais”, disse Colby Synesael, analista da Cowen. A maior motivação da Amazon pode ser a expectativa de que a rede 5G seja parte integrante dos serviços de computação em nuvem no futuro para setores como medicina e veículos, acrescentou.

Esses dispositivos se conectarão aos servidores da Amazon, que armazenarão os dados deles. Se a Amazon puder controlar tanto a rede sem fio e a infraestrutura de computação em nuvem, ela poderá vender pacotes completos de produtos para clientes que querem construir serviços baseados no 5G, o que daria uma vantagem sobre rivais como a Microsoft.

*Fonte: Agência Reuters

A Amazon tem estado nesta arena há tempos. Em 2007, a companhia lançou o serviço gratuito de telefonia 3G Whispernet, que permitia download de livros digitais para seu dispositivo de leitura Kindle. No mês passado, a Amazon anunciou planos de lançar mais de 3 mil satélites para fornecer acesso à internet em regiões rurais ao redor do mundo.

Mas há quem conteste o plano. Para o analista Craig Moffett, da MoffettNathanson, a perspectiva da Amazon entrar em telefonia celular é “economicamente insana”. Ele observou que o custo de se construir uma rede nacional nos Estados Unidos seria um obstáculo para a gigante do varejo online, uma vez que Verizon e AT&T investiram, respectivamente, cerca de 120 bilhões de dólares em suas redes na última década.

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

02/06/2020
Verizon e AT&T admitem que venderiam 5G fixo que 'nem água' por conta da Covid-19

01/06/2020
CPQD se filia à consórcio de inovação aberta para o 5G

27/05/2020
Cisco: 'Sempre estivemos e estamos no jogo do 5G"

27/05/2020
Coronavírus atrasa entrega de telefones 5G e impacta venda global de celulares

22/05/2020
Anatel: Parabólicas comprometem porta de entrada do 5G no Brasil

21/05/2020
Anatel confirma que filtros não resolvem interferência do 5G nas parabólicas

14/05/2020
Ericsson: Compartilhamento de espectro permite 5G às teles antes do leilão

12/05/2020
Pioneira no 5G, Coreia do Sul projeta redes standalone até o fim de 2020

11/05/2020
Ericsson: Covid-19 aumentou a demanda por 5G

08/05/2020
Anatel já sinaliza que Covid-19 vai adiar leilão do 5G para 2021

Destaques
Destaques

Leilão 5G: TIM e Claro defendem adiamento. Vivo adverte para momento incerto

TIM e Claro se posicionam claramente contra a realização do leilão ainda em 2020. A Vivo se mostra mais cautelosa, mas admite que está tudo muito nebuloso por conta da economia e da pandemia de Covid-19. Todas asseguram que o momento ainda é de muito investimento no 4G e no 4,5G.

Operadoras pedem que edital do 5G traga compromissos na nova tecnologia

Mas Anatel lembra que reduzir preço das frequências para exigir investimentos que o mercado já faria naturalmente não faz sentido na licitação. 

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

Para além da guerra da saúde pública, não adiem o leilão do 5G

Por Juarez Quadros do Nascimento*

O setor de telecomunicações tem suportado a sobrecarga derivada da pandemia de Covid-19. Mas, reforcem essas redes com tecnologia mais avançada para prover serviços de baixa latência. Dessa forma, não se postergue o leilão das redes ditas de quinta geração (5G) e atenção à segurança cibernética.


Copyright © 2005-2019 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site