Home - Convergência Digital

5G e Internet das Coisas exigem um uso remodelado dos postes

Convergência Digital - Carreira
Por Roberta Prescott e Pedro Costa - 05/06/2019

A Anatel está atualizando as regras do compartilhamento de postes em conjunto com a Aneel. Em entrevista à Abranet, Fábio Casotti, gerente de monitoramento das relações entre prestadoras na superintendência de competição na Anatel, o objetivo é obter condições justas para a utilização dos postes.

Questionado sobre o valor do ponto de fixação para as pequenas empresas, Casotti defendeu que a Resolução Conjunta nº 4 foi positiva para trazer uma dinâmica de preço de referência. "E hoje percebemos que ela pode ser aprimorada, tendo um regime que possa melhor reproduzir os custos e debater a modicidade tarifária. Estamos discutindo com a Aneel para ter condições mais justas para os prestadores regionais", disse.

Casotti reforçou a narrativa lembrando que Internet das coisas, 5G e cidades inteligentes requerem adensamento. "Estamos de face ao movimento que leva a usabilidade para outro patamar; o que era voltado para experiências individuais passa agora para um ecossistema novo", disse. "Há necessidade de densificação para suprir a demanda por conectividade, confiabilidade, latência e capacidade. Vamos precisar dotar o País de uma densa e muito sólida rede de fibra ótica e small cells", completou.

No Brasil, existem, atualmente 46 milhões de postes e a Anatel identificou algo como 9 milhões de postes elegíveis à unificação, isto é, que estão expostos à demanda além de sua capacidade formal. "É enorme a importância do tema e como ele se insere no atual momento da indústria quando estão sendo elaborados os planos de negócios, das faixas e desenhos de licitações", afirmou, ressaltando que a Anatel não está inerte e está fazendo a revisão da norma.

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

16/08/2019
Procon de SP decide notificar teles para a retirada dos fios dos postes

16/08/2019
Transformação digital é um dos temas da 4ª edição da O&G TechWeek

15/08/2019
Plataforma consumidor.gov.br atinge a marca de 2 milhões de registros

15/08/2019
Bolsonaro reduz impostos sobre jogos eletrônicos. Zona Franca reage

14/08/2019
Sem Medida Provisória, deputados articulam projeto sobre Lei de Informática

14/08/2019
Silêncio positivo para antenas passa na MP da Liberdade Econômica, mas não como o mercado esperava

13/08/2019
Governo do Espírito Santo vai comprar 340 quilômetros de fibra óptica

13/08/2019
Unifique compra provedor Internet em Santa Catarina

13/08/2019
Anatel tem quatro vagas para comitê de defesa dos usuários

12/08/2019
Clientes acusam NegocieCoins, do Banco Bitcoin, de sumir com dinheiro das contas

Destaques
Destaques

Escassez de talentos e complexidade travam projetos de Internet das Coisas

Estudo global mostra ainda que quase 30% das provas de conceito falham por conta de implementação cara e da falta de profissionais capacitados. A segurança segue sendo desafiadora.

TIM supera rivais em disponibilidade e latência 4G. Claro lidera em velocidade de download

Relatório da OpenSignal mostra que a disponibilidade do sinal 4G melhorou no Brasil com o uso da faixa de 700 Mhz.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

O potencial pouco explorado da Internet das Coisas

Por Daniel Kriger*

A grande mudança que a Internet das Coisas (IoT – Internet of Things) trará para a vida das pessoas está além da facilidade de se preparar um café, programar um banho quente ou economizar na conta de luz. Dar conectividade a objetos e abrir espaço para comandos inteligentes em inúmeras tarefas do dia a dia é um dos principais propósitos de IoT. Mas não é só isso.


Copyright © 2005-2019 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site