Home - Convergência Digital

Internet dos sentidos: uma nova etapa da economia digital

Convergência Digital - Carreira
Da redação - 10/12/2019

Os consumidores esperam que uma variedade de serviços benéficos da tecnologia conectada, interagindo com nossos sentidos de visão, audição, paladar, olfato e tato, seja realidade plena até 2030. As previsões dos consumidores sobre a Internet dos Sentidos estão entre as expectativas destacadas na 9ª edição do relatório ConsumerLab Hot Consumer Trends da Ericsson.

A Internet dos Sentidos será habilitada por tecnologias como Inteligência Artificial (IA), Realidade Virtual (VR), Realidade Aumentada (AR), 5G e automação. Os consumidores preveem que, até 2030, as experiências baseadas em telas competirão cada vez mais com as multissensoriais, que serão quase inseparáveis da realidade.

Com base em uma pesquisa abrangente, o relatório Hot Consumer Trends 2030 do ConsumerLab representa as expectativas e previsões de 46 milhões de early technology adopters (pessoas que começam a usar uma tecnologia assim que ela se torna disponível). Os principais fatores para a Internet dos Sentidos incluem entretenimento imersivo e compras on-line, a crise climática e a correspondente necessidade de minimizar o impacto climático.

"Estamos falando de uma mudança que define a era da atual conectividade à Internet baseada em smartphones para experiências imersivas resultantes da conexão de nossos sentidos", afirmou a chefe do Ericsson Consumer & IndustryLab e coautora do relatório, Dra. Pernilla Jonsson.

O Dr. Michael Björn, chefe da Agenda de Pesquisa do Ericsson Consumer & IndustryLab e co-autor do relatório, adicionou: "Muitas vezes imaginamos o futuro como um desenvolvimento linear a partir de hoje. Mas já precisamos considerar quais oportunidades e desafios trarão um mundo onde todos os sentidos humanos serão digitalizados".

As 10 principais tendências de consumo para 2030 - Internet dos sentidos são:

01. Seu cérebro é a interface do usuário

Cinquenta e nove por cento dos consumidores acreditam que poderemos ver as rotas dos mapas nos óculos de realidade virtual simplesmente pensando em um destino.

02. Parece comigo

Usando um microfone, 67% acreditam que serão capazes de captar a voz de alguém de forma realista para enganar até os membros da família.

03. Qualquer sabor que você quiser

Quarenta e cinco por cento preveem um dispositivo para a boca que aprimora digitalmente tudo o que você come, para que qualquer alimento possa ter o sabor do seu petisco favorito.

04. Aroma digital

Cerca de 6 em cada 10 esperam poder visitar florestas ou campos digitalmente, inclusive experimentando todos os cheiros originais desses lugares.

05. Toque total

Mais de 6 em 10 esperam smartphones com telas que transmitem a forma e a textura dos ícones e botões digitais que estão pressionando.

06. Realidade mesclada

Os mundos dos jogos de realidade virtual são previstos por 7 em 10 como indistinguíveis da realidade física até 2030.

07. Verificado como real

As "Fake News" podem ser finalizadas: metade dos entrevistados afirma que os serviços de notícias que apresentam extensas verificações de fatos serão populares até 2030.

08. Consumidores pós-privacidade

Metade dos entrevistados são "consumidores pós-privacidade": eles esperam que os problemas de privacidade sejam totalmente resolvidos para que possam obter com segurança os benefícios de um mundo orientado por dados.

09. Sustentabilidade conectada

Serviços baseados na Internet dos Sentidos tornarão a sociedade mais ambientalmente sustentável, de acordo com 6 em 10 entrevistados.

10. Serviços sensoriais

Quarenta e cinco por cento dos consumidores antecipam shoppings digitais, permitindo que eles usem todos os cinco sentidos ao fazer compras.

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

10/12/2019
Internet dos sentidos: uma nova etapa da economia digital

09/12/2019
Ericsson assume culpa e fecha acordo de US$ 1,06 bi com a Justiça dos EUA

05/12/2019
Ericsson: patentes mais importantes são as que resolvem os problemas

08/11/2019
Ericsson: 72% dos decisores querem 5G em 2020 no Brasil

07/08/2019
Ericsson abre inscrições para Programa de Estágio e Trainee 2020

10/06/2019
Tratores autonômos são a realidade do agronegócio com o 5G

29/03/2019
Um terço dos brasileiros desperdiça dados móveis

11/03/2019
Para Ericsson, 5G vai fazer acontecer, de verdade, a indústria 4.0

07/12/2018
Bug em software da Ericsson derruba celulares em 11 países

13/09/2018
Vivo e Ericsson testam 5G na faixa de 28 GHz

Destaques
Destaques

Governo do Brasil ainda avalia restringir Huawei na implantação do 5G

MCTIC estuda a publicação de um novo Decreto, ou em forma de Portaria, com normas para cibersegurança específicas para o setor de telecomunicações. A estratégia Nacional de Segurança Cibernética, recém-lançada pelo Governo, tratou - de forma genérica- o tema 5G.

5G exigirá uso de requisitos mínimos de Segurança Cibernética

Tecnologia é apontada como 'uma revolução na comunicação de dados, no potencial de emprego de equipamentos de Internet das Coisas e na prestação de novos e disruptivos serviços".

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

Carro autônomo: decisões baseadas em dados vão evitar acidentes?

Por Rogério Borili *

O grande debate é que a inteligência dos robôs precisa ser programada e, embora tecnologias como o machine learning permitam o aprendizado, é preciso que um fato ocorra para que a máquina armazene aquela informação daquela maneira, ou seja, primeiro se paga o preço e depois gerencia os danos.


Copyright © 2005-2019 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site