INOVAÇÃO

Brasil puxa crescimento de 21% no uso de robôs na América Latina

Convergência Digital ... 10/04/2019 ... Convergência Digital

Um estudo da consultoria IDC, que mede a implementação dos vários tipos de robôs em 20 indústrias e seus modos de uso, indica que o mercado de robôs na América Latina encerrou 2018 com um valor de US$ 1,040 bilhão e que seguirá crescendo. Para 2019, espera-se que este mercado chegue a US$ 1,266 bilhão, com um crescimento de 21% em relação ao ano anterior, com 73% de robôs industriais, 27% de robôs de serviços e 0,09% de robôs de consumo.

Para 2022 se espera que o segmento de robôs industriais na América Latina represente 72% do mercado e continue predominando graças à participação de Brasil e México, dois grandes países fabricantes deste tipo de robô na região. A IDC prevê que este mercado alcance US$ 2,150 bilhões. Também se destacam para o período os robôs para a produção de alimentos, que estão ganhando terreno devido à alta demanda de mão de obra no setor. Os casos de uso mais relevantes de robôs industriais são: montagem, solda, mistura, embalagem de produtos, inspeção e engarrafamento.

Em relação ao segmento dos robôs de serviços, os casos de uso mais importantes são: embalagem, inspeção de tubulações, produção agrícola e segurança. “Estes robôs irão crescer na área de agricultura, principalmente na colheita de frutas e verduras e também irão crescer na modernização da infraestrutura dos países da América Latina”, afirmou Alejandro Floreán, Vice-Presidente de Consultoria da IDC América Latina.

Em relação ao setor de consumo, ainda falta evolução para encontrar casos de uso relevantes, que estão sendo precedidos pelos assistentes virtuais e pequenos robôs que ajudam em algumas atividades de limpeza nos lares. Nas indústrias de alto risco, tais como a mineração, a avaliação é de que os robôs podem representar papel importante para garantir a segurança dos seres humanos.



Cloud Computing
Perda dos dados é o medo real dos gestores de segurança com a nuvem pública

Acessos não autorizados, interfaces inseguras, más configurações e hijacking de contas são as principais vulnerabilidades apontadas pelas companhias para não colocarem suas infraestruturas na nuvem pública, revela estudo global da Check Point.

TICs em Foco - TRANSFORMAÇÃO DIGITAL
Prever. Prevenir. Detectar e Responder

Essas são a exigência da remodelagem da gestão de riscos e da segurança organizacional nas corporações.

Serviços de voz estão mais vivos do que nunca na jornada digital

Quem pensa que os serviços de voz serão secundários está cometendo um erro, pontuou Douglas Silva, executivo da AWS. "Acreditamos que nos próximos 24, 36 meses a voz vai evoluir de apenas serviço informacional para transacional".

Febraban: o céu é o limite para modelos de negócios com blockchain

A blockchain bancária é ainda uma produção pequena, mas é um marco para o setor, observa o diretor setorial de Tecnologia da Febraban, Gustavo Fosse. Sobre o Open Banking, a única certeza é que ele vai vir e já no ano que vem.

Distributed Ledger: open source e blockchain unem esforços

Para o diretor de DCX das Capgemini, Thiago Nascimento, a tecnologia de livro-razão (Distributed Ledger) será disruptiva e exigirá a interoperabilidade do setor financeiro.

Biometria é o ‘empurrão do governo’ para aumentar a bancarização

Inclusão financeira passa por ações mais efetivas do governo, como aconteceu na Índia, afirma diretor-geral da Tata Consultancy Services no Brasil, Tushar Parikh.

BBTS quer ser a integradora dos pequenos bancos no open banking

Para a BBTS, o novo modelo de atuação do sistema financeiro exige aportes que nem todas as instituições financeiras terão fôlego para fazer.



  • Copyright © 2005-2019 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G