Convergência Digital - Home

Teles erram ao construir suas próprias clouds

Convergência Digital
Ana Paula Lobo e Felipe Souto* - 16/11/2017

As operadoras de telecomunicações no Brasil foram incentivadas a ter as coisas e, na era da transformação digital, esse conceito deve ser revisto, afirma o diretor de desenvolvimento de Negócios da IBM Brasil, Rodrigo Santi.

"As operadoras brasileiras seguem construindo suas próprias clouds. Nos Estados Unidos, nenhuma delas têm porque para ter é necessário planejar, comprar, implementar, operar e manter e essas ações não combinam com a velocidade exigida na entrega dos serviços", enfatizou o executivo.

Segundo ele, a transformação digital exige que se erre ou acerte rápido. E antes mesmo do incidente com drone que paralisou as atividades do Aeroporto de Congonhas, em São Paulo, Santi lembrou o impacto dos dispositivos na era digital. Assistam a apresentação de Rodrigo Santi no X Seminário Telcomp, realizado no dia 07 de novembro, em São Paulo.

Facebook Twitter Google+ LinkedIn Email Addthis


Bradesco, Dataprev e Equinix são destaque em datacenter no Brasil
Organizações foram as vitoriosas da edição 2017 do DCD Awards da América Latina. Conheça os destaques da região no segmento de datacenters.
3ª Semana da Inovação 2017
Huawei se prepara para ser fornecedor de nuvem pública do governo

Empresa planeja se tornar um dos principais fornecedores de computação em nuvem do governo brasileiro, a partir do fortalecimento de uma estrutura local.


Destaques
Destaques

STJ condena compartilhamento de dados de clientes entre os bancos

Foi mantida a condenação do HSBC. Tribunal considerou abusiva cláusula que não permite ao correntista optar se quer ou não abrir mão de seus dados.

Confaz tributa software em nuvem e streaming como Netflix

Decisão foi tomada em reunião do Conselho Nacional de Política Fazendária. Regra entra em vigor a partir de março de 2018.



Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Veja mais artigos
Veja mais artigos

A IA traz emoção e empatia às "máquinas"

Por Eduardo Prado*

Imagine se as tecnologias – assistentes virtuais (tipo Alexa da Amazon), veículos autônomos, aparelhos de televisão, frigoríficos conectados, telefones celulares – estivessem cientes das suas emoções? E se elas percebessem o seu comportamento não-verbal em tempo real?

Empresas de TI ou organizações dependentes dela?

Por Paulo de Godoy*

Considerada parte do ‘guarda-chuva’ da Inteligência Artificial, a Machine Learning vem crescendo e ganhando força à medida que o volume de dados explode.


Copyright © 2005-2016 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site