Home - Convergência Digital

Edge computing é base para aplicações 5G

Convergência Digital* - 10/10/2019

Edge computing é crucial para as novas aplicações para as redes 5G. Esta é uma das conclusões do relatório '5G at the Edge', publicado pela 5G Americas, para tratar da evolução da nova geração de telefonia móvel. A Edge Computing é um conceito de descentralização que envolve a localização de aplicativos e sua infraestrutura geral de computação, armazenamento e as funções associadas de comutação e controle em locais mais próximos do usuário final e/ou terminal de IoT.

O relatório da 5G Americas analisa o papel da Edge Computing na evolução da arquitetura 5G, a aplicação de padrões nativos da computação em nuvem como redes definidas por software (SNDs) e virtualização de funções de rede (NFV), e identifica várias metodologias adotadas para aplicações 5G. O relatório aborda novos casos de uso e descreve as exigências necessárias para viabilizar as capacidades avançadas de mobilidade, computação e armazenamento em novas redes sem fio 5G.

O relatório também apresenta uma visão das várias iniciativas open source e setoriais que existem para definir as novas arquiteturas EDGE. Além disso, o documento define a arquitetura de referência para a próxima geração Edge e analisa as possibilidades futuras para redes. "Estamos criando uma nova arquitetura baseada em tecnologias centradas em dados, como análises, redes e armazenamento para sistemas 5G, que operam com a Edge Computing, que terá um grande impacto sobre a operação de redes sem fio no futuro", disse Rao Yallapragada, Diretor de Tecnologias Avançadas da Intel, e um dos líderes do grupo de trabalho que produziu o relatório.

As principais conclusões do relatório são:

A Edge Computing é fundamental para as novas aplicações desenvolvidos para redes 5G, como a realidade virtual e aumentada em eventos, análises de vídeo e fala, monitoramento remoto para videosegurança, entre outros, que exigem menos latência para operar em tempo real.

A Edge Computing pode viabilizar aplicações de realidade aumentada. A tecnologia também cria oportunidades para análises de vídeo e fala. Ela acelera a Internet aprimorando a gestão de conteúdo local. Com a Edge Computing, as redes 5G conseguem levar saúde, segurança e produção industrial para locais remotos através de comunicações ultraconfiáveis de baixa latência.
   
A 5G incorpora a Edge Computing em redes sem fio ao lado de novas iniciativas e padrões de código aberto para administrar dados na rede inteira, desde acesso via rádio, transporte, até no core - criando novos e poderosos recursos como o fatiamento de rede.
   
A Edge Computing usa tecnologias inovadoras de inteligência artificial e aprendizagem de máquina para aprimorar a gestão de dados em rede.

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

29/09/2020
NXP fabrica chip alternativo para 5G nos EUA

29/09/2020
Para TIM, migração para banda Ku vai atrasar ainda mais 5G

29/09/2020
TIM: OpenRAN é caminho para Brasil sair do atraso no 5G

29/09/2020
Leilão 5G é prioridade do Ministério da Economia

28/09/2020
Microsoft entra no 5G para brigar com Nokia e Ericsson

25/09/2020
OpenRAN aberta: o xeque-mate do xadrez geopolítico do 5G

24/09/2020
Com 114 redes ativadas, 5G já tem 138 milhões de acessos no mundo

22/09/2020
Economia prefere, mas não garante, leilão 5G não arrecadatório

22/09/2020
Para TIM, 5G não comporta neutralidade de rede

22/09/2020
Anatel: Crise afetou condições e preço do edital do 5G

Destaques
Destaques

Vitor Menezes, Minicom: Vamos brigar por um leilão 5G não arrecadatório

O Ministério das Comunicações sinalizou às operadoras que trabalha para convencer os colegas de Esplanada a concentrar os valores envolvidos no leilão do 5G em compromissos de cobertura, minimizando o preço a ser pago ao Estado, afirmou o secretário de Telecomunicações, Vitor Menezes, ao participar do Painel Telebrasil 2020.

Claro: Sem antenas, São Paulo fica fora do 5G

CEO da Claro, Paulo Cesar Teixeira, criticou a miopia de executivos que ainda insistem em colocar restrições à implantação de antenas, como acontece na cidade de São Paulo. "5G é a grande plataforma para permitir um salto econômico mais vigoroso", advertiu.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

Internet 5G traz disrupção para Telecomunicações até no modelo de negócio

Por Eduardo Grizendi*

Na RNP, estabelecemos um objetivo estratégico ambicioso – o de prover uma ciberinfraestrutura, segura, de alto desempenho e disponibilidade e, ao mesmo tempo, ubíqua, onipresente, em qualquer lugar e a qualquer hora, para nossas comunidades de educação, pesquisa e inovação.


Copyright © 2005-2020 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site