Home - Convergência Digital

Oi testa 5G na faixa de 3,5GHz em Búzios, no Rio de Janeiro

Convergência Digital - Carreira
Ana Paula Lobo, de Búzios, no Rio de Janeiro - 22/03/2019

Búzios, na região dos Lagos do Rio de Janeiro, foi escolhida pela Oi para passar por uma transformação na infraestrutura de telecomunicações.  Até abril, 25 mil casas estarão com a fibra óptica, hoje, já são 19 mil.  A cidade - conhecida internacionalmente pelas suas praisa - também foi escolhida para um experimento com o 5G, na faixa de 3,5GHz, exatamente a primeira a ser leiloada pela Anatel, em certame previsto para março de 2020. A infraestrutura é 100% Huawei.

Até o final de março, os moradores de Búzios vão poder ver como funciona uma chamada holográfica sobre o 5G, além de entender - por meio de óculos especiais - como a latência baixa faz toda a diferença para a visualização das suas próprias holografias. A infraestrutura montada pela Oi em Búzios conta com 10 ERBs em 4,5GHz, além de três small cells para aumentar a cobertura, que chega a 90% da área urbana da cidade.

Para o diretor de consultoria da Huawei, Júlio Sgarbi, o teste com a Oi em Búzios mostra que a faixa de 3,5GHz está pronta para ter aplicações de 5G. "A infraestrutura 4,5G está pronta para ser atualizada para o 5G. Há ainda a instalação de antenas e a evolução do backhaul, mas é uma implementação que pode levar de três a seis meses", diz o especialista, ao ser consultado sobre o prazo de implementação de uma operação comercial 5G. Além de Búzios, a Oi tem o 4,5G em outras 31 cidades do País.

Antes da frequência, a fibra óptica é essencial para o sucesso da estratégia 5G. "Sem fibra óptica, e investimos muito na fibra óptica, não se tem uma rede robusta de coisas conectadas. Além disso, a fibra é fundamental para assegurar a baixa latência, o diferencial do 5G, e não por acaso, são os hologramas que mais chamam a atenção dos nossos visitantes em Búzios", explica Laone Poletto, diretor de Planejamento de core e transmissão da Oi. Assistam a entrevista feita com o diretor da Oi sobre o projeto em Búzios.

*Ana Paula Lobo viajou a Búzios a convite da Oi

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

22/04/2019
Oi monta espaço 5G no evento Rio Creative Conference 2019

18/04/2019
Ministério da Economia avalia proposta de adotar imposto único sobre consumo

18/04/2019
Carros conectados: Comissão Europeia impõe derrota ao 5G e elege o Wi-fi como tecnologia padrão

17/04/2019
Governo descarta redução, mas promete simplificação da carga tributária

17/04/2019
Governo orquestra as compras públicas para pagar pelo uso

17/04/2019
Oi faz piloto de internet das coisas rural em 450 MHz

17/04/2019
FCC barra China Mobile de atuar nos Estados Unidos

17/04/2019
BRQ: Desafio imediato do Brasil é escalar 1 milhão de novos trabalhadores para TICs

16/04/2019
Anatel: Muita falácia exige diálogo sobre revisão do marco legal de telecom

15/04/2019
EUA planejam fazer oferta inédita de espectro em novo leilão 5G

Destaques
Destaques

Ecossistema de IoT movimentará R$ 38 bilhões

Projeção do mercado é que o segmento vai crescer acima de 20% ano contra ano até 2022. Dispositivos, em especial os smartphones, impulsionam o crescimento dos investimentos em TI ao longo de 2019.

Para Ericsson, 5G vai fazer acontecer, de verdade, a indústria 4.0

Presidente da fabricante para a América do Sul, Eduardo Ricotta, diz que uma operadora com 50 Mhz a 80 Mhz terá espectro para oferecer bons serviços, especialmente, o da banda larga fixa móvel. "Há cidades no Brasil, com menos de 100 mil habitantes, com conexões de 2 Mbits. O 5G vai chegar oferecendo bem mais", observa.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

Smartphones colocam Inteligência Artificial na palma da mão

Por Samir Vani*

Tecnologias como reconhecimento facial, identificação de objetos e realidade aumentada já estão disponíveis na palma das nossas mãos, mas boa parte das pessoas não sabe ainda.


Copyright © 2005-2019 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site