Home - Convergência Digital

Senador pede regime de urgência para IoT para acelerar geração de emprego e renda

Ana Paula Lobo - 29/06/2020

Ao não aprovar a desoneração para os dispositivos de  Internet das Coisas, O Brasil fica cada vez mais para trás no uso da IoT como fomento à produtividade e à recuperação da economia, advertiu o deputado federal, Vitor Lippi, do PSDB/SP, autor do PL aprovado na Câmara e que está à espera de votação no Senado Federal, ao participar de debate sobre o tema, promovido pela Aliança Conecta Brasil, nesta segunda-feira, 29/06. O PL 6549/20 desonera IoT da cobrança das taxas de Fiscalização de Instalação e da Taxa de Fiscalização de Funcionamento (Fistel), da Contribuição para o Fomento da Radiodifusão Pública (CFRP) e da Contribuição para o Desenvolvimento da Indústria Cinematográfica (Condecine).

"Um sensor custa menos de US$ 0,50 e impostos de fiscalização e as taxas que querem impor a IoT são absurdas e inviabilizam o negócio. Um dispositivo de IoT não é um celular ou uma ERB. Esse é um grande obstáculo para a nova economia que virá da conexão dos objetos. Estudos comprovam que IoT terá um impacto de até 10% na produtividade total de um País", observou Lippi, adicionando que, “o Brasil é o único país que está cobrando impostos de fiscalização em IoT e há países na América do Sul mais adiantados do que nós no uso da tecnologia”.

O relator do PL 6549/20 no Senado Federal, Vanderlan Cardoso, do PSD/GO, assegura que está trabalhando junto ao presidente do Senado, Davi Alcolumbre, para fazer a votação do projeto - sem mexer na estrutura aprovada na Câmara- durante esse período de regime especial por conta da pandemia de Covid-19. "Tenho a convicção que esse projeto está relacionado à pandemia porque, se aprovado, vai gerar emprego e renda. IoT é um projeto tão importante quanto o Marco Legal de Saneamento. IoT pode salvar emprego e empresas", pontuou o senador.

Internet das Coisas não determina regulamentação por parte da agência reguladora, e por isso, aprovado no Congresso e encaminhado à sanção presidencial, o PL terá aplicação e impacto imediato na produtividade do Brasil, observou o presidente da Anatel, Leonardo Morais. O presidente da Aliança Conecta Brasil, Daniel Vilela, ex-deputado e autor do PL do novo Marco Legal de Telecom, lembra que a desoneração de IoT levou dois anos para ser aprovada na Câmara. “Não podemos esperar que o processo no Senado seja tão longo ou que se mexa muito no texto para não correr o risco de voltar à Câmara e levar ainda mais tempo. IoT gera divisas relevantes para o Brasil”, completou.


Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

09/09/2020
Anatel: Teles precisam ser claras do que querem para Internet das Coisas

02/09/2020
TIM quer parceria com startups em uso de 4G ou IoT em soluções para o campo

31/08/2020
Governo prevê isenção de taxas para Internet das Coisas e VSATs em 2021

28/08/2020
Economia promete zerar FISTEL para IoT no orçamento de 2021

24/08/2020
Sem Fistel, internet das coisas pode criar 7 milhões de empregos em cinco anos

21/08/2020
TICs,Indústria e agro pedem urgência ao Senado em votar mudanças no Fust e Fistel

18/08/2020
Covid-19 provoca um estrago no mercado de IoT no Brasil

18/08/2020
Ataques DDoS recrutam sensores IoT como drones

28/07/2020
A10 e CLM lançam laboratório de capacitação em IoT/5G

17/07/2020
Do Brasil para o mundo: IoT na irrigação de precisão

Destaques
Destaques

Claro: Sem antenas, São Paulo fica fora do 5G

CEO da Claro, Paulo Cesar Teixeira, criticou a miopia de executivos que ainda insistem em colocar restrições à implantação de antenas, como acontece na cidade de São Paulo. "5G é a grande plataforma para permitir um salto econômico mais vigoroso", advertiu.

Covid-19 não é desculpa e Brasil perde dinheiro e status ao atrasar o 5G

O mundo não vai esperar o Brasil resolver seus problemas e o 5G está acontecendo, advertiu o consultor sênior da Omdia, Ari Lopes. Governo terá de decidir se busca investimentos de longo prazo ou de curto prazo. Omdia prevê um impacto de US$ 1,1 trilhão no Brasil de 2021 a 2025.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

Internet 5G traz disrupção para Telecomunicações até no modelo de negócio

Por Eduardo Grizendi*

Na RNP, estabelecemos um objetivo estratégico ambicioso – o de prover uma ciberinfraestrutura, segura, de alto desempenho e disponibilidade e, ao mesmo tempo, ubíqua, onipresente, em qualquer lugar e a qualquer hora, para nossas comunidades de educação, pesquisa e inovação.


Copyright © 2005-2020 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site