INOVAÇÃO

Pai da World Wide Web alerta para mundo governado por algoritmos

Por Roberta Prescott ... 10/05/2017 ... Convergência Digital

O inventor da World Wide Web, Tim Berners-Lee, voltou a alertar para o avanço dos algoritmos sobre atividades que exigem tomadas de decisão. Ao falar para um auditório lotado durante o Dell EMC World 2017, realizado em Las Vegas (EUA) nesta semana, Sir Berners-Lee lembrou que não há método matemático para o justo. 

“Com as máquinas ficando mais inteligentes elas avançam para outras áreas. Editores de jornais, advogados, médicos. A inteligência artificial está indo para trabalhos que tomam decisões. Há algoritmos para decidir quem poderá sair da prisão pela probabilidade de reincidência. Mas são justos? Acontece que não há uma definição simples para justo. Um algoritmo que pareça justo por determinado método não o será por outro método. É complicado”, afirmou.

Ele vem abordando o tema ao destacar que a inteligência artificial não trata mais do uso de robôs para a realização de atividades manuais e que os humanos não devem deixar para se dar conta tarde demais de que não estão mais no controle. “Quando a IA começa a decidir quem ganha a hipoteca, é um passo muito grande”, disse.  Assistam trechos da apresentação de Tim Berners-Lee.


Cloud Computing
Dados não estão protegidos pelo simples fato de estarem na nuvem

A proteção das aplicações cabe aos seus donos e não deve ser repassada para terceiros, especialmente, agora, com a adaptação à Lei Geral de Dados Pessoais, adverte o diretor da CLM, Gabriel Camargo.

TICs em Foco - TRANSFORMAÇÃO DIGITAL
Prever. Prevenir. Detectar e Responder

Essas são a exigência da remodelagem da gestão de riscos e da segurança organizacional nas corporações.

Google cria desafio e tem US$ 25 milhões para investir em Inteligência Artificial

Programa está com inscrições abertas até o dia 22 de janeiro. Soluções selecionadas serão voltadas para áreas como ciência ambiental, saúde e conservação de espécies.

Economia da cultura deve ser prioridade para o Brasil

O Brasil é muito bom em produzir cultura e não pode menosprezar o valor global de investir em cultura, advertiu o advogado Claudio Lins de Vasconcellos, do Lins Vasconcelos Advogados.

"Nem no século 25 um robô vai tirar o lugar do homem na produção da cultura"

Cultura dá dinheiro e poder ao Brasil, reforçou o advogado Claudio Lins de Vasconcellos, do Lins Vasconcelos Advogados. "Digo sempre que somos Embrapa, Embraer e Cultura. O resto é commodity e commodity não nos levará a lugar nenhum nos próximos 200 anos".

Inteligência Artificial: abrir a caixa preta dos algoritmos é necessário

Para o professor da FGV/RJ Luca Belli, a Inteligência Artificial poderia seguir preceitos éticos com base na conduta e comportamento, da mesma forma como humanos.

CNJ cria laboratório de inteligência artificial para processo eletrônico

Segundo o presidente da Comissão Permanente de Tecnologia da Informação e Infraestrutura do CNJ, Márcio Schiefler, as informações dos bancos de dados dos tribunais são valiosas. “Informação é poder”.



  • Copyright © 2005-2018 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G