NEGÓCIOS

Brasil está no top 3 dos negócios globais da Unisys

Ana Paula Lobo ... 17/07/2018 ... Convergência Digital

A Unisys recuperou posições e fica atrás apenas do Reino Unido e dos Estados Unidos nos negócios globais da Unisys, muito em função da reestruturação feita e que a transformou numa integradora voltada aos serviços, revelou o vice-presidente da empresa para a América Latina, Eduardo Almeida, em encontro com jornalistas, nesta terça-feira, 17/07, em São Paulo. O país ocupa a terceira posição no ranking global ficando atrás do Reino Unido.

Embora não possa falar de números - está em período de fechamento de trimestre - Almeida comemorou os seis primeiros meses de 2018 no Brasil. "Tivemos um crescimento considerável e fechamos bons contratos, entre eles, um com a Caixa, voltado à transformação digital", disse.

Uma vertical foi o dado negativo do semestre: Governo. "Não compraram de nós nem de ninguém. Vamos ver se passando o período eleitoral, o governo volta a investir e pensar em transformação digital", disse Almeida. A variação do dólar foi um ofensor, admitiu o executivo da Unisys, e provocou um prejuízo já estimado em US$ 2 milhões.

"O impacto do dólar foi em toda a América Latina, mas fechamos bons contratos, especialmente, em ominichannel e suporte de serviços, um mercado bastante movimentado. As empresas querem ter um suporte funcionando", observou Almeida.

A Unisys divulgou uma pesquisa global sobre transformação digital. O  levantamento, feito com com 12 mil funcionários de empresas, sendo 1000 deles no Brasil, mostra que computadores lerdos, software desatualizados e falta de apoio da TI não diminui só a produtividade - afeta especialmente a retenção de talentos e a satisfação interna.

O estudo aponta que os funcionários de empresas com tecnologia defasada têm probabilidade 500% maior de se sentirem frustrados e são 600% mais propensos a pensar em desistir do emprego. No Brasil, 96% dos funcionários de empresas líderes na adoção de tecnologia se sentem motivados no trabalho e 49% sentem orgulho da empresa. Por outro lado, 65% dos funcionários de empresas defasadas sentem-se desmotivados, 44% mostraram-se frustrados com a tecnologia da empresa e 13% querem mudar de emprego.






Cloud Computing
Universidade de Nova York escolhe empresa brasileira para projeto de nuvem

Plataforma desenvolvida pela Radix garante segurança de informações confidenciais e é usada por diferentes agências norte-americanas para abrigar mais de 50 bases de dados confidenciais, em todos os níveis do governo dos Estados Unidos.

NVIDIA: Inteligência Artificial exige mais profissionais no Brasil

Inteligência Artificial é o mercado mais promissor para novos negócios, revela o gerente de desenvolvimento da área Enterprise da NVIDIA, Marcio Aguiar. No Brasil, a NVIDIA adota a estratégia de abrir suas APIs para o desenvolvimento e pesquisa.

Assespro Paraná será um agente de crédito para empresas de TI

Entidade poderá intermediar de R$ 20 mil a R$ 1,5 milhão. Empresas com faturamento entre R$ 360 mil a R$ 16 milhões podem se candidatar aos recursos.

Blockchain vira um vale de desilusão nas corporações

A advertência é feita pelo Gartner, uma vez que os gestores admitem que  boa parte dos projetos não consegue ir além da fase inicial de experimentação. A consultoria elenca sete erros cometidos pelas empresas, entre eles acreditar que exista um padrão de interoperabilidade e que a tecnologia está pronta para o uso.

Rakuten: não há lugar para todos na guerra das maquininhas

A maior concorrência entre os fornecedores beneficia lojistas e consumidores, afirma o CEO e presidente da Rakuten no Brasil, René Abe. Com a LGPD chegando, empresa recomenda a atualização imediata das plataformas para evitar, entre outros, o roubo de dados pessoais.


3º Seminário Brasscom de Políticas Públicas & Negócios 2018 - Cobertura Especial Convergência Digital
Brasscom lança manifesto para construir um Brasil Digital e Conectado

Entidade quer a colaboração da sociedade e de entidades de TI ou não para entregar um documento aos presidenciáveis. "Tecnologia precisa ser prioridade nacional", diz o presidente-executivo da Brasscom, Sergio Paulo Gallindo.


Veja a cobertura da 3º Seminário Brasscom de Políticas Públicas & Negócios 2018

  • Copyright © 2005-2019 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G