GOVERNO » Compras Governamentais

Governo rejeita recursos e confirma Embratel/Primesys para fornecer nuvem

Luís Osvaldo Grossmann ... 19/12/2018 ... Convergência Digital

O Ministério do Planejamento rejeitou os recursos apresentados pela Globalweb e pela BRCloud contra a proposta apresentada pela Primesys, a subsidiária da Embratel ,com o melhor lance no pregão da primeira nuvem pública do governo federal. Com isso, adjudicou nesta quinta, 19/12, o resultado da disputa e confirmou Embratel/Primesys como vencedora.

No pregão, realizado em 8/11, a empresa apresentou o menor lance, que com a negociação posterior ficou em R$ 29,9 milhões, frente ao preço estimado no edital de R$ 71,4 milhões. Globalweb, que ficou em segundo lugar no pregão, e a BRCloud, no entanto, apresentaram recursos alegando que a Primesys não atendeu o edital. E ainda foi apontado que o preço seria inexequível.

A pregoeira e o próprio Ministério do Planejamento, no entanto, aceitaram as contra argumentações da Primesys, de que tudo o que foi exigido foi demonstrado na prova de conceito do serviço e que apesar de alegados valores semelhantes no acordo com a AWS, a empresa sustentou que possui condições diferenciadas que a permitem oferecer preço menor.

O objetivo da licitação foi contratar um integrador, ou broker, para a prestação de serviços de computação em nuvem sob demanda, incluindo desenvolvimento, manutenção e gestão da oferta continuada de recursos de infraestrutura como serviço (IaaS) e plataforma como serviço (PaaS). O valor se refere à contratação inicial por 30 meses, mas com a possibilidade de esticar o contrato até 60 meses.

O valor envolve serviços inicialmente para os 12 órgãos públicos que já aderiram ao edital, a começar pelo Ministério do Planejamento, que será o gestor do contrato, e também para Cade, Anvisa, Ministério da Fazenda, CGU, Instituto Federal de Educação do Piauí, Iphan, Esaf, ICM-Bio, Enap, Polícia Rodoviária Federal e a Agência Brasileira Gestora da Fundos Garantidores e Garantias. Mas é possível a adesão de outros órgãos à ata de registro de preços.


Painel Telebrasil 2019
A 63ª edição do principal encontro institucional de lideranças do setor de telecomunicações e TICs acontecerá entre os dias 21 e 23 de maio de 2019, em Brasília. Saiba mais em paineltelebrasil.org.br
Veja o vídeo

Félix Mendonça Junior (PDT-BA) é o novo presidente da CCT da Câmara

Parlamentar que dar atenção especial  para a discussão da chegada do 5G no Brasil e também nas novas tecnologias, entre elas, o reconhecimento facial.

Dataprev registra aumento de 10% no lucro e alcança R$ 151 milhões em 2018

Segundo relatório da administração, receitas cresceram 2,9%, enquanto os custos subiram 2%. Investimentos chegaram a R$ 182 milhões. Maior parte dos recursos foi gasto em segurança da Informação e nas licenças Oracle. Governo deve quase R$ 400 mil reais à estatal.

Ex-VP de TI da Vivo assume comando da Dataprev

Christiane Edington, que ficou oito anos à frente da área de tecnologia da operadora, tomou posse na quinta, 28/2, durante reunião do conselho de administração da estatal.

Telebras vai agir para ser lucrativa e não ser vendida no Governo Bolsonaro

“Queremos implantar parcerias e empreender novos ritmos, com metas atingíveis e consolidar o nome da Telebra”, afirmou o novo presidente da estatal, Waldemar Ortunho Junior, em primeiro encontro com funcionários. Ministro Marcos Pontes participou da reunião.

Servidores da Dataprev fazem abaixo-assinado contra privatização

Documento digital defende que estatal dá lucro há mais de uma década e controla dados previdenciários de 35 milhões de brasileiros.



  • Copyright © 2005-2019 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G