TELECOM

Operadoras competitivas precisam ganhar dinheiro ao fim do dia

Ana Paula Lobo e Rodrigo dos Santos ... 19/11/2018 ... Convergência Digital

As operadoras competitivas precisam ganhar dinheiro ao fim do dia e para que isso aconteça, a Anatel precisa cuidar de temas como direito de passagem, linhas de créditos à construção de infraestrutura e, especialmente, fomentar o compartilhamento de redes.

"Avançamos com todas as dificuldades. O Brasil está ampliando redes de fibra óptica, mas o custo de direito de passagem é absurdo. Em São Paulo, fica em R$ 40 mil nas rodovias", lamenta o executivo da CenturyLink e Presidente do Conselho da TelComp, Luiz Henrique Barbosa da Silva.

Em entrevista à CDTV, do portal Convergência Digital, durante o XI Seminário TelComp, realizado no dia 13 de novembro, em São Paulo, o executivo observou que Telecomunicações fomenta o desenvolvimento de todos os setores da economia e precisa ser olhado com atenção pelo Governo.

Para Da Silva, o momento é de mudar o ambiente regulatório e renovar o modelo. "Se não tiver Telecom, não há indústria 4.0. O Brasil ficará fora do jogo mundial da economia digital", sustenta. Assistam a entrevista com o presidente do Conselho da TelComp, Luiz Henrique  Barbosa da Silva.


Painel Telebrasil 2019
A 63ª edição do principal encontro institucional de lideranças do setor de telecomunicações e TICs acontecerá entre os dias 21 e 23 de maio de 2019, em Brasília. Saiba mais em paineltelebrasil.org.br
Veja o vídeo

Teles fazem cadastramento para atualizar dados de clientes do celular pré-pago

O recadastramento dos usuários junto às operadoras começará nesta quinta-feira, 18/04, pelo DDD 62, alcançando progressivamente todo o País até agosto. Quem não fizer o recadastramento terá a sua linha bloqueada enquanto o cadastro não for atualizado.

Oi faz piloto de internet das coisas rural em 450 MHz

Rede integrada de sensores e dispositivos conecta uma das fazendas da trading Amaggi, em Mato Grosso. Segundo a Oi, faixa de 450 MHz "é fundamental para IoT no campo".

Para a Anatel, prêmio de acessibilidade inaugura regulação por incentivos

“Queremos mudar a ótica, promover competição por qualidade e uma ferramenta são os rankings. Agora acessibilidade, mas teremos no ano que vem de qualidade e atendimento”, diz o presidente da agência, Leonardo de Morais. A TIM foi a primeira colocada em ações de acessibilidade.

Por 5G, Anatel quer triplicar a capacidade de espectro existente

Proposta de nova regulamentação de radioenlaces eleva de 26 GHz para 66 GHz a capacidade disponível. Contribuições serão aceitas por 60 dias. Modelo previsto pela agência prevê novas faixas entre 30 GHz e 170 GHz.




  • Copyright © 2005-2019 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G