GESTÃO

Semeghini: Decreto que extingue colegiados terá impacto zero no MCTIC

Luís Osvaldo Grossmann ... 16/04/2019 ... Convergência Digital

O secretário executivo do Ministério de Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Julio Semeghini, afirmou nesta terça-feira, 16/4, que não haverá impacto na pasta do Decreto presidencial 9759/19, que extingue e estabelece limitações a colegiados da administração federal.

“Fizemos um levantamento sobre essa questão dos colegiados e terá zero de impacto, zero de nada. Aquilo que porventura escapar será recriado, republicado. E não haverá descontinuidade de nenhum conselho, de nada”, afirmou o secretário.

Segundo entendimento no MCTIC, o Comitê da Área de Tecnologia da Informação, por exemplo, está coberto pela Lei de Informática (Lei 8.248/91). E instrumentos mais recentes, como a Câmara de Internet das Coisas serão alvo de mudanças antes da vigência da ordem de extinção dos colegiados, tornando-o uma das exceções à regra prevista no Decreto.


Carreira
Empresa desenvolve algoritmo que seleciona candidatos a emprego

Sistema de inteligência artificial combina competências para o cargo com traços de comportamento, capacidades técnicas e habilidades cognitivas dentro do grupo de indivíduos que se destaca em determinada função.

INSS conclui a revisão de 10 milhões de eventos no eSocial

Segundo o órgão, apenas 40 empresas de um total de 1.400 inicialmente retidas ainda estão com pendências.

Uber assume o serviço do governo federal TaxiGov, mas em contrato temporário

Desde o dia 25 de abril, o Uber é responsável pelo serviço TáxiGov, que já atendeu cerca de 15 mil servidores e colaboradores do governo federal. Licitação para a contratação pelo período de um ano está em curso, diz a secretaria de gestão do ministério da Economia.

Imposto de Renda: mainframes do Serpro operaram com pico de 89,6% de capacidade

Estatal, responsável pelo recebimento das declarações, disse que o tempo de resposta dos programas ficou em torno de 0,02%. O processamento total dos documentos recebidos termina nesta sexta-feira, 03/05.

Ministério Público regulamenta uso do WhatsApp para intimações judiciais

O Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) regulamentou o uso do WhatsApp para intimações de processos que tramitam no órgão e no Ministério Público.




  • Copyright © 2005-2019 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G