Home - Convergência Digital

IoT móvel: custo, roaming e segurança são pontos a serem resolvidos o quanto antes

Convergência Digital - Carreira
Ana Paula Lobo* - 26/02/2018

2018 será o ano da Internet das Coisas e os próximos 12 meses prometem ser bastantes ativos para as tecnologias móveis de IoT, com implantações de novas redes e a consolidação de um ecossistema robusto, afirmaram em painel fabricantes e operadoras, durante o Mobile World Congress, que acontece, em Barcelona."A jornada móvel da Internet das coisas já começou", disse o representante da PwC Austrália, Mohammad Chowdhury.

O País possui hoje 41 redes comerciais baseadas nas redes móveis, sendo 32 NB-IoT e nove LTE-M. A projeção para a Internet das Coisas móvel é ambiciosa. As redes NB-IoT devem ultrapassar a marca de 100 no mundo, contra 27 no ano passado e as conexões devem pular de 10 milhões para 150 milhões nos próximos 12 meses.

Mas ainda há muito por fazer, como admitiram fornecedores e operadoras. Há desafios para serem superados em relação ao custo, ao roaming, a escalabilidade, a simplificação de serviços, aos dispositivos e aos aspectos de segurança. "IoT móvel depende muito de colaboração", reforçou o chefe de Inovação da Vodafone Group Enterprise, Lory Thorpe.

Posição compartilhada pelo vice-gerente geral de Marketing da China Mobile, Shen Hong Qun, e pelo vice-presidente de IoT da Deutsche Telekom, Johannes Kaumanns. Os especialistas descartaram uma 'disputa' entre os padrões NB-IoT e LTE-M não são concorrentes. " Ainda há muito trabalho a ser feito para entender como essas tecnologias podem funcionar da maneira mais otimizada", completou Thorpe, da Vodafone.

*Com informações do Mobile World Congress

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

29/11/2018
Amazon prepara rede privada de LTE na nuvem na faixa de 3,5 GHz

29/11/2018
Parque Tecnológico Itaipu adota plataforma dojot para Internet das Coisas

23/11/2018
IoT se transforma em aplicação crítica para o negócio da Engemix

19/11/2018
Inteligência artificial, 5G e novos chips vão turbinar internet das coisas

08/11/2018
TIM ativa rede para Internet das Coisas em Minas Gerais

06/11/2018
BNDES, Senai e Embrapii destinam R$ 15 milhões para IoT na indústria

06/11/2018
Internet das Coisas exige imposto zero no Brasil

06/11/2018
Autoridade nacional de dados é fundamental para IoT

19/10/2018
Só com conectividade, teles não vão ganhar dinheiro com IoT

18/10/2018
Sigfox vai fabricar módulo de IoT no Brasil para reduzir custo dos dispositivos

Destaques
Destaques

5G exige pelo menos 100 MHz para cada operadora no Brasil

O tema preocupa a coordenação de espectro do 5G Brasil, uma vez que foram destinados 300 MHz na faixa intermediária e há quatro operadoras nacionais.

Segurança cibernética é crítica para o avanço do 5G

O tema é considerado polêmico - até em função das questões políticas que o envolvem como a briga China x EUA -, mas precisa ser debatido, observa Gustavo Correa Lima, engenheiro do CPqD.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

Desvende 10 mitos sobre os cartões biométricos

Por Cassio Batoni*

Como toda nova tecnologia, os questionamentos sobre a sua segurança e e a sua confiabilidade ainda existem e são compreensíveis, mas ela veio para ficar. A impressão digital surge como a confirmação principal de que o usuário é quem diz ser.


Copyright © 2005-2016 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site