Home - Convergência Digital

Startups desafiam o negócio de Internet das Coisas

Convergência Digital - Carreira
Convergência Digital - 17/12/2018

O mercado da América latina de Internet das Coisas (IoT, Internet of Things) deve fechar com 313 milhões de dispositivos IoT conectados em 2018, de acordo com dados da Frost & Sullivan, e continuará seu avanço para chegar aos 995 milhões de dispositivos em 2023. Assim, o período 2017-2023 registrará uma taxa de crescimento anual composta de 26,7%, segundo indicou Ignacio Perrone, Gerente de Pesquisa ICT para a América Latina da Frost & Sullivan durante o seminário web El Impacto de IoT: oportunidades basadas en nuevos modelos de negocio, organizado pela 5G Americas.

"O objetivo final não deve ser somente melhorar a eficiência com a Internet das Coisas, também há que gerar novas fontes de entrada via modelos de negócios inovadores para justificar o investimento da área", explicou o especialista da Frost & Sullivan. E reforçou que "as maiores ameaças para as empresas não vêm de jogadores estabelecidos, mas de startups disruptivas de status quo". O Diretor da América Latina e do Caribe da 5G Americas, Jose Otero, destacou que a IoT configurará um novo paradigma e uma nova rota de crescimento para as telecomunicações na América Latina a nível global para as próximas décadas.

"Na América Latina temos uma penetração móvel acima dos 100%, por que o crescimento em termos de linhas para humanos se define pelo crescimento demográfico. Se vamos crescer, conectaremos dispositivos máquina a máquina (M2M). É por isso que nos requisitos técnicos mínimos para o IMT-2020 (5G), a meta é poder conectar um milhão de dispositivos por quilômetro quadrado. Para conseguir isso, precisaremos de espectro de rádio em bandas baixas, médias e altas ", disse Otero.

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

18/03/2019
TIM ativa rede NB-IoT com alcance de 100 Km em Goianésia, interior de Goiás

15/03/2019
Internet das Coisas é prioridade e vai muito além da oferta de conectividade

12/03/2019
Plano Nacional de Internet das Coisas precisa sair da retranca

27/02/2019
Com cobrança do Fistel, Anatel diz que IoT não acontece no Brasil

06/02/2019
IDC: Empresas brasileiras fazem mais do que falam sobre Internet das Coisas

04/02/2019
Por defesa cibernética, governo terá requisitos para Internet das coisas

31/01/2019
Ericsson quer massificar aplicações móveis de IoT

15/01/2019
Empresas pedem intervenção dos governos por segurança em IoT

11/01/2019
BNDES dobra financiamento e chega a R$ 30 milhões para projetos de Internet das Coisas

10/01/2019
Empresa fecha com a TIM para levar IoT e 4G ao campo

Destaques
Destaques

Para Ericsson, 5G vai fazer acontecer, de verdade, a indústria 4.0

Presidente da fabricante para a América do Sul, Eduardo Ricotta, diz que uma operadora com 50 Mhz a 80 Mhz terá espectro para oferecer bons serviços, especialmente, o da banda larga fixa móvel. "Há cidades no Brasil, com menos de 100 mil habitantes, com conexões de 2 Mbits. O 5G vai chegar oferecendo bem mais", observa.

5G vai gerar 15 milhões de novos empregos até 2025

O ecossistema 5G está em ebulição e demandará muita mão de obra, afirma o diretor da Huawei, Carlos Roseiro. Segundo ele, vão surgir aplicações, muitas ainda inimagináveis, nos próximos seis anos. "O 5G começa hoje. A frequência virá para dar mais capacidade", observa o especialista.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

Desvende 10 mitos sobre os cartões biométricos

Por Cassio Batoni*

Como toda nova tecnologia, os questionamentos sobre a sua segurança e e a sua confiabilidade ainda existem e são compreensíveis, mas ela veio para ficar. A impressão digital surge como a confirmação principal de que o usuário é quem diz ser.


Copyright © 2005-2019 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site