Home - Convergência Digital

Ricardo Sanfelice deixa a Vivo. Luiz Medici assume vice-presidência de Dados e Inteligência Artificial

Convergência Digital - Carreira
Convergência Digital* - 25/04/2019

Ricardo Sanfelice, que chegou à Vivo por meio da aquisição da GVT, deixou a companhia. No seu lugar, assume Luiz Medici, que será o responsável por liderar a área protagonista da Transformação Digital na Vivo e coordenará as ações baseadas em e-care, Business Intelligence (BI) e Big Data e Inteligência Artificial (Aura). o executivo assume no dia 1º de maio.

Antes, a vice-presidência tinha o nome de Inovação e Digital. Com a nova nomenclatura, a VP dará ainda mais ênfase ao uso de dados e inteligência artificial na Vivo. Medici é formado em Administração de Empresa pela FAAP, com MBA Executivo pelo IBMEC e especialização em Inovação para o cliente pela Universidade de Stanford.

Iniciou sua carreira em 1999 no Citigroup com experiência em BI e Planejamento Estratégico e Comercial, Produtos Financeiros e Pricing. Em 2008, foi transferido para os Estados Unidos e retornou ao Brasil em 2010 para assumir as áreas de Planejamento Estratégico e Business Intelligence do Citibank Brasil. Na Vivo, começou como Diretor de BI e Big Data em 2013.

 

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

25/04/2019
Ricardo Sanfelice deixa a Vivo. Luiz Medici assume vice-presidência de Dados e Inteligência Artificial

24/04/2019
Vivo adota videobot para formalizar contratações

28/03/2019
Vivo incorpora mecanismo antirroubo em serviço de segurança digital

22/03/2019
Vivo é obrigada pela Justiça a permitir troca de planos pelo site e aplicativo

19/03/2019
Chapecó, em SC, é a primeira cidade com rede própria de IoT da Vivo

14/03/2019
Vivo, com ElevenPaths, quer massificar Segurança da Informação

22/02/2019
Iniciativa da Vivo Brasil chega a 15 países e a 5 milhões de acessos

20/02/2019
Desconto do ICMS e dados móveis turbinam lucro recorde da Telefônica/Vivo

19/02/2019
Vivo reforça parceria com Globosat por conteúdo de streaming

16/01/2019
Vivo passa a vender programação de TV paga no celular

Veja mais artigos
Veja mais artigos

O futuro do trabalho colocado à prova

Por Luiz Camargo*

Novas profissões exigem também novas habilidades para acompanhar a revolução digital. Os novos empregos certamente irão demandar habilidades analíticas, matemáticas e digitais, com um toque de neurociência.

Destaques
Destaques

TI precisa de 420 mil novos profissionais até 2024

Formação de mão de obra, que já sofre para atender a demanda, vai ficar longe dos 70 mil novos empregos por ano. IoT, Big Data e segurança são áreas de maior demanda.

Salários em TICs são três vezes maiores que a média nacional

Em software e serviços, onde estão 75% das vagas das empresas de tecnologia da informação, remuneração média em 2018 foi de R$ 5 mil, contra R$ 1,8 mil do salário médio nacional.

TICs podem formar 1 milhão a cada quatro anos com recursos já existentes

Segundo o presidente da Contic, Edgar Serrano, atualização do marco legal de telecom e a criação do Sistema S das TICs são medidas de transformação digital sem impacto fiscal.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Copyright © 2005-2015 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site