INOVAÇÃO

Brasil sedia centro de inovação e prova de conceito de IoT e Blockchain da IBM

Ana Paula Lobo ... 16/02/2017 ... Convergência Digital

A transformação digital exige que o investimento em inovação se comprove em aplicações práticas para o dia a dia dos negócios.  É nessa linha que a IBM Brasil trouxe para o Brasil - o primeiro país da América Latina e o quinto do mundo - a iniciativa da Garagem 11:57 (referente ao endereço da sede da companhia em São Paulo). O espaço é destinado para acelerar a entrega dos projetos inovadores, em especial, os de Internet das Coisas, Blockchain e computação cognitiva, com o uso do Watson. A base dessas aplicações está na massificação da plataforma para aplicativos na nuvem, Bluemix.

"Com a Internet das Coisas, o blockchain sai do cenário do segmento financeiro e ganha o dia a dia de vários segmentos, entre eles, o de logística e o do varejo. As empresas anseiam por ter protótipos efetivos. As provas de conceito reais e em tempo efetivo para justificar os recursos aplicados. É essa a missão do Garagem 11:57. Mostrar que a Inovação não é teoria. Ela tem que ser executada", pontuou o diretor de soluções da IBM Brasil, Mauro D'Angelo, no lançamento da iniciativa, realizado nesta quarta-feira, 15/02, na capital paulista.

O arquiteto de Soluções de Indústria para Bancos e Mercados Financeiros da IBM Brasil, Luiz Jeronymo, sustenta que o blockchain propõe um regime comum para uma cadeia de valor que, hoje, sofre com processos ineficientes, vulneráveis e custosos. A proposta é mitigar os riscos e garantir a divisão de direitos e deveres no ecossistema produtivo. "Estudos dão conta que 15% das grandes empresas vão fazer blockchain em 2017. Eles vão puxar todos os investimentos para os próximos anos. E Internet das Coisas é crucial para o sucesso desses projetos", ressaltou.

A IBM revelou o exemplo de uma cidade finlandesa, Kouvola, que fechou um contrato de três anos para unir supply chain e blockchain no segmento de logística. "Toda a parte econômica da cidade passa pelas empresas de logísticas. São mais de 200 na cidade e há um plano de tornar a localidade num centro para a área asiática. Fretes, cargas e contêineres serão compartilhados e monitorados pela rede de blockchain e Internet das Coisas", explica Jeronymo.

A Garagem 11:57 também servirá para massificar a plataforma de aplicativos na nuvem Bluemix, que hoje já contabiliza mais de 150 serviços ou APIs da IBM ou de terceiros, revela a executiva da área de vendas e estratégia da Bluemix na IBM Brasil, Christina Brunner. Ela revela que a flexibilidade é o diferencial da plataforma. "Nós atuamos da forma que o cliente quer. No Brasil, por exemplo, temos dois clientes que não querem compartilhar na nuvem pública e criaram ambiente privados no data center de Jundiaí. Também temos um grande cliente que decidiu usar a Bluemix, 100% no seu data center", ressalta.

Com a ideia de acelerar as provas de conceito, a Garagem 11:57 não será um espaço gratuito, apesar de a IBM assegurar que não tem a ambição de fazer lucro com a iniciativa. A monetização virá, acreditam os executivos da empresa, da concretização do uso das soluções nas corporações. "E já começamos forte. Há demanda e empresas nos buscando", ressalta Mauro D'Angelo. A IBM possui iniciativas semelhantes a Garagem 11:57 em São Francisco e Nova York, nos Estados Unidos, em Melbourne, na Austrália, e Tóquio, no Japão.


TICs em Foco - TRANSFORMAÇÃO DIGITAL
Prever. Prevenir. Detectar e Responder

Essas são a exigência da remodelagem da gestão de riscos e da segurança organizacional nas corporações.

Ministério da Economia quer privatizar o financiamento à inovação

Além das empresas estatais de TICs como Serpro, Dataprev, Telebras e Ceitec, lista da secretaria de desestatizações , comandada por Salim Mattar, inclui a Finep, agência de fomento do MCTIC, e o próprio BNDES.

Com mais IA, biometria e big data, CNH Digital pula de 3 mil emissões/dia para 18 mil/dia

O cruzamento de dados biográficos e biométricos deu resultado e governo federal quer uma plataforma multicanal para atender a demanda de serviços digitais, revela o secretário de governo digital, Luiz Felipe Monteiro. Algoritmos também ganham destaque.

Rede GoB2B quer ser a plataforma de negócios global do Brasil

Empresa responsável pela criação da iniciativa reuniu um banco de dados com mais de 700 mil normas que permite uma companhia brasileira negociar, via rede, com qualquer outra global, sem intermediários apenas pela descrição do produto procurado, conta o dono da patente, Pierre Grossmann.

PwC: Brasil entra na segunda onda dos carros autônomos

Estudo da consultoria,publicado pelo site Autos Giros, mostra que o automóvel está deixando de ser uma propriedade para se tornar ‘apenas’ um veículo para a mobilidade. Mudança estrutural imposta pela tecnologia determina estratégias ousadas.

BNDES dobra financiamento e chega a R$ 30 milhões para projetos de Internet das Coisas

Investimentos somam R$ 88 milhões e vão viabilizar 15 projetos-piloto, tocados por 11 instituições, nas áreas de saúde, rural e cidades inteligentes.



  • Copyright © 2005-2019 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G