Convergência Digital - Home

Red Hat insiste que nada vai mudar no Open Source com a compra pela IBM

Convergência Digital
Luís Osvaldo Grossmann - 29/10/2018

Nada muda no desenvolvimento Open Source da Red Hat por conta da aquisição da empresa pela IBM. Foi o que reafirmou repetidas vezes durante entrevista nesta segunda-feira, 29/10, o vice presidente executivo e presidente de produtos e tecnologias da Red Hat, Paul Cormier. “Não haverá absolutamente nenhuma mudança. Essa é a própria razão desse acordo de US$ 34 bilhões”, insistiu.

Tanto ele como o vice presidente de nuvem híbrida da IBM, Arvind Krishna, que responderam a perguntas da imprensa em webcast, fizeram coro para sustentar que o desenvolvimento aberto da plataforma, seguindo a mesma lógica do Linux, é grande parte do valor do próprio negócio, anunciado no domingo e que beira os US$ 34 bilhões – coisa próxima de R$ 125 bilhões.

“[O negócio] não vai afetar o Open Source. A Red Hat vai permanecer como uma unidade separada. É uma marca estabelecida e assim vai continuar, sem que haja qualquer questão de tempo para isso. Não temos interesse em interferir nos roadmaps de desenvolvimento da Red Hat, nem há valor para nós em mudar isso”, afirmou Krishna.

Da mesma forma, a separação como uma unidade específica da IBM visa preservar os acordos que a Red Hat possui com outros provedores de nuvem, inclusive com a própria AWS – alvo explícito da busca da ‘Big Blue’ por maior espaço no mercado global de computação em nuvem. Isso vale para o Enterprise Linux, OpenShift e a plataforma OpenStack. Tudo segue como antes. Assim como as parcerias da IBM com outras distribuições Linux.

Os executivos também afirmaram que não haverá mudanças de pessoal ou mesmo de estrutura física. “Essa não é uma compra de propriedade intelectual ou de tecnologia, mas de pessoas. Acho que isso é um testemunho para esse nível de investimento do quão importante é manter a cultura que deu a Red Hat o valor que ela tem hoje”, completou Paul Cormier.


Destaques
Destaques

Mais que frequência, 5G exige muita fibra e muita nuvem

Operadoras terão, com infraestrutura, capacidade de ter serviços tão rápidos quanto os ofertados pela TI, preconizou o diretor-executivo de Business Network Consulting da Huawei América Latina,  Guillermo Solomon.

CNJ alega risco à segurança nacional e suspende contrato do TJ/SP com a Microsoft

Para o conselheiro Márcio Schiefler Fontes, o TJ/SP entregou à Microsoft o controle total sobre a tramitação processual do maior tribunal do país.



Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Veja mais artigos
Veja mais artigos

Intuição versus análise de dados na gestão

Por Douglas Scheibler*

O poder decisório significa alta responsabilidade e inúmeros riscos. Neste cenário caótico, analisar dados é indispensável e é o que justifica uma determinada medida ser considerada como correta, em um cenário específico, em detrimento de outras.

Data Centers: agora é hora de ver acontecer

Por Gilberto Gonzaga*

O que recentemente era apenas uma tendência já pode ser observado na prática. A expectativa, agora, é que esses movimentos se consolidem cada vez mais e nos levem a uma nova era de conectividade, da qual a América Latina não ficará de fora.


Copyright © 2005-2016 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site