INOVAÇÃO

Programadores reforçam algoritmo nacional criado para ajudar vítimas de Brumadinho

Ana Paula Lobo ... 30/01/2019 ... Convergência Digital

O time de programadores que se reuniu para trabalhar no desenvolvimento de um algoritmo, baseado em código aberto, para a localização de vítimas em Brumadinho, Minas Gerais, só faz aumentar. Já são 230 programadores trabalhando para ampliar as funcionalidades disponibilizadas em um aplicativo, aberto à comunidade e às empresas, reporta Diego Oliveira, da BirminD, responsável pela liberação do código-fonte do algoritmo.

"Em 48 horas foram criadas mais funcionalidades como o cruzamento global com as listas de desaparecidos para que se faça um filtro mais adequado. Também estamos conversando com a Defesa Civil para conectar as ações e eliminar da localização os lugares onde as buscas já foram encerradas. Aqui estamos também com o apoio da ABDI (Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial) e da própria Vale. A disposição dos programadores está sensacional, mas estamos definindo um roadmap para não perder o cerne da ideia: ajudar as vítimas do rompimento da barragem", frisa Oliveira, em entrevista ao Convergência Digital.

Segundo ainda Diego Oliveira, o algoritmo que está em desenvolvimento - a partir da liberação do código fonte pela BirminD - é bastante similar ao usado pela equipe de Israel, que veio ajudar no resgate as vítimas de Brumadinho. "Nada será perdido. Toda sugestão será incorporada para o futuro, mas precisamos ter uma solução robusta para as demandas de agora. Vamos soltar hoje (dia 30) uma versão mais robusta do algoritmo de localização. Ontem (29) fizemos muitas simulações com a participação de professores e alunos da USP, do ITA e de Minas Gerais" completa o diretor da BirminD, que foi uma das 160 startups que aderiam à convocação da ABDI para ajudar, com tecnologia, as vítimas de Brumadinho.

Aos programadores interessados em participar da criação dessa solução nacional, o endereço é: https://github.com/dieegom/brumadinho_location/projects já o aplicativo pode ser visto aqui.


Maganine Luiza abre concurso para escolher startups

Rede varejista está com inscrições abertas para o seu primeiro pitch day de serviços digitais. "Queremos todos os tipos de startups", avisa a gerente do Magazine Luiza, Juliana Silva.

Só a inovação tira o Rio de Janeiro da estagnação econômica

A afirmação é do presidente do TI Rio, Benito Paret. Segundo ele, o Estado do Rio de Janeiro tem de buscar novos caminhos e eles passam pela inovação.

Petrópolis terá sensores IoT para prevenção de enchentes

Iniciativa é um projeto-piloto de cidades inteligentes, em parceria com o BNDES e com a ENEL, e começa a ser implantado no começo de 2020, revela o secretário de Desenvolvimento do município, Marcelo Fiorini. "Política pública não pode ser projeto político. Ela é de longo prazo", observa o executivo.

Startup cria software para detectar interações perigosas entre máquinas e homens

Até então incubada na UFF, no Rio de Janeiro, a Displace desenvolveu um software para proteger o homem na rotina da indústria 4.0. A ideia atraiu a atenção de grandes empresas, entre elas, a Ambev.

Finep tem crédito de R$ 200 milhões para projetos de indústria 4.0

Linha vai apoiar projetos em internet das coisas, big data, computação em nuvem, segurança digital, robótica avançada, manufatura digital e aditiva, inteligência artificial e digitalização.



  • Copyright © 2005-2019 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G