Home - Convergência Digital

Japão aloca faixas para 5G e teles preveem investir R$ 58 bilhões

Convergência Digital - Carreira
Convergência Digital - 10/04/2019

O Ministério da Indústria e Comunicações do Japão aprovou nesta quarta, 10/4, a alocação de 2 GHz de espectro para o 5G. As três grandes teles do país, NTT Docomo, KDDI e SoftBank, além da entrante Rakuten, vão desembolsar 1,7 trilhão de ienes, ou cerca de R$ 58 bilhões, na implantação da nova tecnologia e terão que oferecer serviços em dois anos.

O prazo foi uma das condições da alocação de fatias nas faixas de frequência entre 3,6 GHz a 4,6 GHz, e ainda 28 GHz. Pelos termos do governo japonês, o país foi dividido em 4,5 mil blocos de cobertura que devem ter estações radiobase instaladas em pelo menos metade deles em cinco anos. Mas serviços devem estar disponíveis em todos os municípios em dois anos.

Há grande expectativa, no entanto, de que alguns serviços de quinta geração já sejam oferecidos em Tóquio a partir do próximo ano, tendo em vista que a capital japonesa será a sede das Olimpíadas de 2020.

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

22/01/2020
TelComp: Há temas negligenciados no debate sobre o 5G no Brasil

22/01/2020
CEOs cobram Trump para 'fazer' o 5G nos Estados Unidos

21/01/2020
América Latina já conta com cinco redes de 5G

17/01/2020
CNI quer que Bolsonaro inclua autorização tácita no Decreto da Lei das Antenas

15/01/2020
Edital 5G e cálculo para o fim das concessões entre as prioridades da Anatel em 2020

08/01/2020
Falta profissional para pegar no 'pesado' do 5G

06/01/2020
5G dará poder à inteligência das coisas

18/12/2019
TIM instala polo de estudos de 5G em São Paulo

18/12/2019
França aprova leilão 5G, que garante 50 MHz em 3,5-3,8 GHz para cada tele móvel

17/12/2019
Telefónica avisa que vai cortar drasticamente Huawei do 5G

Destaques
Destaques

Falta profissional para pegar no 'pesado' do 5G

Os jovens não querem trabalhar na instalação e manutenção das redes móveis e faltam equipes para atender a demanda das operadoras. "Esse trabalho não é 'atrativo' e precisamos criar algo para fazer os jovens apostarem na área", advertiu o chairman da FCC, Ajit Pai.

O carro será uma Internet das Coisas

A projeção é do CIO para a América Latina da Fiat Chrysler Automobiles, André Souza Ferreira. Segundo ele, como um dispositivo conectado, o carro será um provedor de serviços ao cidadão.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

Carro autônomo: decisões baseadas em dados vão evitar acidentes?

Por Rogério Borili *

O grande debate é que a inteligência dos robôs precisa ser programada e, embora tecnologias como o machine learning permitam o aprendizado, é preciso que um fato ocorra para que a máquina armazene aquela informação daquela maneira, ou seja, primeiro se paga o preço e depois gerencia os danos.


Copyright © 2005-2019 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site