TELECOM

Sem consenso, Anatel não bate o martelo sobre a faixa de 450 Mhz

Luís Osvaldo Grossmann ... 07/02/2019 ... Convergência Digital

O Conselho Diretor da Anatel vai levar pelo menos mais dois meses para decidir se aceita o pedido das operadoras móveis para cumprir obrigações associadas ao leilão de 450 MHz/2,5 GHz com o uso de tecnologias via satélite. O conselheiro Emmanoel Campelo voltou a pedir informações da área técnica sobre as projeções de cobertura de serviço e seus prazos.

“O processo envolve questões muito relevantes, cuja solução não é trivial, inclusive já tem quatro manifestações de conselheiros. Em maior ou menor grau os votos admitem a cobertura satelital, mas se diligenciei a área técnica sobre os valores dos descumprimentos, é necessário atualizar antes de trazer a proposta ao colegiado”, afirmou o conselheiro.

Trata-se de pedido de Vivo, TIM, Claro e Oi para trocarem as obrigações de implementação de redes terrestres assumidas em 2012, quando compraram a faixa de 450 MHz, por serviços via satélite. As empresas alegam ser restrita a disponibilidade de equipamentos nessa fatia do espectro. Por isso, para atender parte dos compromissos assumidos no leilão fizeram uso de soluções satelitais. Querem que a Anatel reconheça e dê as obrigações como atendidas.

O tema divide o Conselho Diretor. Na prática, com quatro votos com embasamentos distintos, há dois votos favoráveis e dois votos contrários ao pleito das empresas. Campelo, portanto, tem em mãos o voto de Minerva. As novas diligências aprovadas nesta quinta, 7/2, devem ser concluídas em 60 dias.


Painel Telebrasil 2019
A 63ª edição do principal encontro institucional de lideranças do setor de telecomunicações e TICs acontecerá entre os dias 21 e 23 de maio de 2019, em Brasília. Saiba mais em paineltelebrasil.org.br
Veja o vídeo

Anatel abre 90 dias para teles inscreverem suas inovações ao consumidor

Edital do Concurso Prática Inovadora nas Relações de Consumo nos Serviços de Telecomunicações 2019  prevê premiações separadas para pequenas e grandes empresas.

4G da Oi leva Internet e comunicação à estação brasileira da Antártica

Condições na base Comandante Ferraz - com ventos de até 200 Km/h e temperaturas recordes negativas - são inóspitas. Por vídeochamada, o comandante Geraldo Juaçaba e o diretor da Oi, Roberto Blois, falam ao Convergência Digital sobre o impacto dessa nova infraestrutura de telecomunicações na vida da base brasileira.

Sangria na telefonia fixa faz mercado perder meio milhão de linhas em janeiro

Nos 12 meses terminados em janeiro, sangria de assinantes do STFC passou de 2,5 milhões de acessos. A Oi, entre as concessionárias, detém 56,04% das linhas ativas. Entre as autorizadas, a Claro aparece com 10,2 milhões de linhas ativas, ou 62,41%.

Oi vence Unitel em disputa de R$ 2,4 bilhões

Segundo a empresa, a decisão da Câmara de Comércio Internacional na arbitragem que corre desde 2015 entendeu que “os outros acionistas da Unitel violaram diversas previsões do acordo de acionistas”.




  • Copyright © 2005-2019 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G