Home - Convergência Digital

Broadcom vai se mudar para os EUA para comprar a Qualcomm. Intel entra na disputa

Convergência Digital - Carreira
Convergência Digital* - 12/03/2018

Sediada em Cingapura, a Broadcom anunciou que vai transferir sua sede para os Estados Unidos, em novo movimento para aplacar autoridades americanas na tentativa de comprar a fabricante de chips Qualcomm. A mudança de domicílio será em 3 de abril, dois dias antes da reunião anual de acionistas da Qualcomm que pode decidir sobre a oferta hostil. 

A oferta, até aqui de US$ 117 bilhões (cerca de R$ 375 bilhões), está sendo revista pelo Comitê de Investimentos Estrangeiros dos EUA, sob alegação de questões de segurança. Por isso, a Broadcom também já tinha anunciado que não venderá tecnologia sensível. A mudança de domicílio tem como efeito provável o fim da jurisdição desse comitê sobre a negociação. 

Foi esse comitê de investimentos estrangeiros, que é liderado pela Secretaria do Tesouro dos EUA – órgão com atribuições similares ao Ministério da Fazenda no Brasil – quem provocou o adiamento da reunião anual dos acionistas da Qualcomm para 5 de abril. Entre as propostas de votação nessa assembleia está as seis indicações da Broadcom para compor o conselho de 11 membros da Qualcomm. 

Briga nova

A gigante americana dos semicondutores Intel está atenta às tratativas da Broadcom para comprar a Qualcomm e planeja fazer seu próprio lance pela empresa de Cingapura caso tenha sucesso em adquirir a desenvolvedora americana de chips. 

Ao citar fontes anônimas com conhecimento do assunto, o Wall Street Journal reporta que a Intel vê nessa negociação consequências diretas para seu próprio negócio e estaria interessada em comprar a resultante dessa fusão. A Broadcom está oferecendo US$ 117 bilhões (cerca de R$ 375 bilhões) pela Qualcomm e tem ela mesma valor de mercado estimado em US$ 104 bilhões.

* Com informações da Reuters

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

25/09/2018
Qualcomm acusa Apple de roubar segredos para a Intel

21/09/2018
Novos iPhones já dispensam componentes da Qualcomm

19/09/2018
BRPhotonics: sem dinheiro, morreu o sonho de fazer chip no Brasil

19/09/2018
Fabricante denuncia falta de transparência na venda dos ativos de joint-venture do CPqD

25/06/2018
SMART investe R$ 700 milhões para aumentar fabricação local de componentes

13/03/2018
5G é argumento para Trump vetar compra da Qualcomm pela Broadcom

12/03/2018
Broadcom vai se mudar para os EUA para comprar a Qualcomm. Intel entra na disputa

09/03/2018
Qualcomm troca presidente do conselho e tenta evitar venda para Broadcomm

22/02/2018
BRPhotonics fecha as portas e desmorona sonho nacional de indústria de componentes

25/10/2017
Déficit de eletrônicos cresce 20% e chega a US$ 17,4 bilhões até setembro

Destaques
Destaques

FCC, dos EUA, impõe ‘Lei das Antenas’ para acelerar redes 5G

Regra aprovada pelo regulador dos Estados Unidos prevê entre 60 e 90 dias como prazo máximo para licenças de instalação de equipamentos, em especial, para as small cells. Lá também há burocracia e o prazo de espera pode chegar a um ano. No Brasil, a situação não é diferente.

BNDES recebe 54 projetos de IoT e selecionados terão apoio de R$ 30 milhões

São 23 projetos que propõem soluções de Internet das Coisas para cidades, 17 para saúde e 14 para campo. Juntos, envolvem investimentos de R$ 360 milhões. Banco vai selecionar, até outubro, as empresas que vão receber empréstimos não reembolsáveis.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

Desvende 10 mitos sobre os cartões biométricos

Por Cassio Batoni*

Como toda nova tecnologia, os questionamentos sobre a sua segurança e e a sua confiabilidade ainda existem e são compreensíveis, mas ela veio para ficar. A impressão digital surge como a confirmação principal de que o usuário é quem diz ser.


Copyright © 2005-2016 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site