GESTÃO

eSocial: Comitê esclarece autorização especial para empresas do Simples

Da redação ... 23/10/2018 ... Convergência Digital

A Nota Orientativa (NO) nº 09/2018, veio esclarecer a situação das empresas optantes pelo Simples Nacional e entidades sem fins lucrativos quanto ao envio dos eventos de tabelas, após as alterações no cronograma trazidas pela Resolução do Comitê Diretivo do eSocial nº 05, de 02 de outubro de 2018. Mas foi preciso esclarecer mais.

Nesta redefinição de cronograma, algumas empresas que já estavam obrigadas a enviar eventos de tabela, desde julho de 2018, foram transferidas para o terceiro grupo, cujo início da obrigação de envio deste tipo de evento ocorrerá em janeiro de 2019. Grande parte destas empresas, contudo, já havia enviado eventos de tabela e, por causa de seu reenquadramento no terceiro grupo, ficaram impedidas de editar, excluir ou complementar o envio deste tipo de evento até o início da obrigatoriedade do terceiro grupo.

Visando a mitigar inconvenientes gerados por essa situação, será permitido que as empresas que estavam autorizadas ao envio de eventos de tabela, e foram transferidas para o terceiro grupo, continuem enviando, alterando ou excluindo esses eventos antes da nova obrigatoriedade, que se iniciará em janeiro de 2019.

Esta autorização especial obedecerá aos seguintes parâmetros:

– será aplicada exclusivamente para pessoas jurídicas do terceiro grupo, ou seja: entidades empresariais optantes pelo Simples Nacional e entidades sem fins lucrativos;

– será facultado o envio, exclusão e edição dos eventos de tabela em data anterior a 10/01/2019, porém a data de início da obrigatoriedade para o terceiro grupo, considerada para qualquer efeito e regra do sistema, permanecerá dia 10/01/2019;

– a validade dos eventos de tabela poderá ser anterior a janeiro de 2019 desde que igual ou posterior a julho/2018 (data do início obrigatoriedade anterior para essas empresas);

– as entidades que ainda não enviaram as tabelas e optarem por envia-las apenas após o início da obrigatoriedade definida na Resolução não terão qualquer prejuízo assim como as empresas que optarem por excluir as tabelas já enviadas para aguardar a nova obrigatoriedade;

– a liberação de envio desses eventos ocorrerá a partir de 29/10/2018.


Fonte: Blog Guia Trabalhista


Carreira
Jovens entre 18 e 24 anos são os mais vulneráveis à demissão

Os dados foram divulgados pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea). Segundo o órgão, são os jovens os que mais enfrentam dificuldades para encontrar uma posição de trabalho. Trabalho informal é o que mais cresce no Brasil.

Assespro: Governo tem a obrigação de assumir papel de indutor da TICs

No Congresso Nacional, onde tomou posse como novo presidente da entidade, Ítalo Nogueira, cobrou respeito aos contratos e às empresas nacionais. “O setor de TI é crucial”, afirmou.

eSocial: está aberto ambiente de testes para eventos de segurança e saúde do Trabalho

Primeiras empresas a terem de enviar os eventos de segurança e saúde no trabalho (SST) são as grandes, com faturamento superior a R$ 78 milhões, a partir de julho.

Serpro: decisão do TST não resulta 'em condenação pecuniária ou prejuízo'

Estatal diz que a decisão proferida no Mandado de Segurança, julgado pelo Tribunal, discutia apenas "a legalidade da determinação de penhora de créditos para garantia do juízo".

eSocial: Receita faz advertência às empresas do grupo fora do Simples

Fisco adverte aos empregadores do grupo 2, aqueles com faturamento entre R4 4,8 milhões e R$ 78 milhões, sem serem optantes do Simples, para o cumprimento da quata fase: a substituição da GFIP para recolhimento de Contribuições Previdenciárias referente a competência de abril/2019




  • Copyright © 2005-2019 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G