Convergência Digital - Home

Hotel Urbano migra para Google Cloud e reduz quantidade de servidores

Convergência Digital
Da redação - 25/03/2019

Para modernizar a infraestrutura e ampliar sua capacidade de escalar sua operação quando necessário, o Hurb, novo nome do Hotel Urbano, migrou seus sistemas para a Google Cloud Platform (GCP), o que fez a empresa reduzir sua operação de 82 para 39 servidores, representando uma redução de 20% nos custos, além de ganhar a flexibilidade de aumentar a capacidade de acordo com o crescimento da operação.

A agência online de viagens fez a mudança um pouco antes da última Black Friday, em novembro, chegando a ter 39 mil acessos no site e 9 mil usuários simultâneos em seu aplicativo móvel durante a campanha relativa à data, sem nenhuma indisponibilidade. O Google Cloud oferece flexibilidade para o uso da nuvem conforme a necessidade do cliente, o que é um grande benefício especialmente em datas sazonais, em que a demanda pode aumentar de forma repentina.

A empresa teve início com servidores físicos e, em pouco tempo, migrou para a nuvem. Quando passou a utilizar ferramentas de Google Cloud como Kubernetes Engine (um ambiente gerenciado para implantação de aplicativos em contêineres) conseguiu gerenciar melhor sua demanda, uma vez que a solução não tem um limitador de load balance e, por isso, distribui os usuários nos microsserviços oferecidos pelo Hurb. Quando há necessidade o HPA (Horizontal Pod Autoscaler) designa mais containers para atender aos usuários.

Utilizadas em conjunto com o Cloud SQL (serviço de banco de dados gerenciado) e Cloud Memorystore para Redis (serviço de armazenamento de dados na memória), essas soluções ajudaram o Hotel Urbano a vencer os desafios técnicos relacionados à infraestrutura e, ao mesmo tempo, ganhar elasticidade de crescimento.

"Nosso principal desafio era resolver algumas questões técnicas de escalabilidade. Durante toda a migração para GCP sempre recebemos apoio do Google para troca de informações sobre tecnologia", afirma Leandro Souza, engenheiro de desenvolvimento do Hotel Urbano. "Ganhamos muito em elasticidade e não precisamos adaptar a infraestrutura, apenas encaixar nossos mais de 86 microsserviços no novo sistema de orquestração."

O Hotel Urbano conseguiu aumentar a rapidez e a qualidade do atendimento ao cliente, acelerando o processamento dos dados e a exibição dos resultados da busca do site. A empresa estima que alcançará uma economia de 40% em três anos. A agência online atende um volume mensal de mais de 250 mil diárias, em 6,5 mil destinos no mundo.


Destaques
Destaques

Brasil fica nas últimas posições em ranking mundial de uso de Big Data e Analytics

Brasil fica na posição 60º em 63º no uso das novas tecnologias da economia digital do Ranking de Competitividade Mundial 2019, produzido pela escola suiça IMD, com parceria no País, com a Fundação Dom Cabral. Em competitividade, País segue nas últimas posições.

Startup catarinense usa big data para combater desperdício de água potável

Startup catarinense, AcquaLogic, desenvolveu solução para tratar os dados de empresas de saneamento para evitar o desperdício. Em 2016, o Brasil jogou no lixo 38% da água consumível, segundo dados do Instituto Trata Água. Startup, agora, quer unir big data à Internet das Coisas.



Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Veja mais artigos
Veja mais artigos

As lições do buraco negro e da análise de dados às empresas

Por Paulo Watanave*

O fato é que por trás das aplicações e sistemas usados nas operações já existe um grande e variado conjunto de insights e algoritmos que podem ser usados para gerar valor real às organizações e para as pessoas de um modo geral. Estima-se que menos de 10% das companhias em todo o mundo tenham estratégias bem definidas para a utilização dos recursos digitais e das informações.

Edge Computing para acelerar os negócios das empresas brasileiras

Por Henrique Cecci*

O que é, afinal, Edge Computing? Trata-se da aplicação de soluções que facilitam o processamento de dados diretamente na fonte de geração de dados. No contexto da Internet das Coisas (IoT), por exemplo, as fontes de geração de dados geralmente são "coisas" com sensores ou dispositivos incorporados.


Copyright © 2005-2016 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site