INTERNET

Brasil contabiliza 9.486 prestadoras de serviços de SCM

Por Roberta Prescott* ... 25/03/2019 ... Convergência Digital

O Brasil é o sexto maior mercado de banda larga fixa do mundo, com 28.889.847 acessos, representando 2,8% do mercado global, atrás da China (38,5%), Estados Unidos (10,7%), Japão (4%), Alemanha (3,2%) e Rússia (3%). Dentro do cenário brasileiro, as prestadoras de SCM têm exercido um papel fundamental para levar o acesso à internet a várias regiões. Em 2018, elas representavam 26,45% e com tendência de crescimento. Além disto, apesar de constar como o sexto do mundo em número de acessos, o Brasil não aparece entre os 20 países com maior densidade de banda larga fixa (nº de acessos/100 habitantes).

Esses e outros dados constam do Relatório de acompanhamento do setor de telecomunicações, elaborado e divulgado pela assessoria técnica da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel). Cabe lembrar que, desde novembro de 2018, as prestadoras de telecomunicações estão subdivididas em dois grandes grupos: aquelas consideradas Prestadoras de Pequeno Porte (PPP), qual seja o grupo detentor de participação de mercado nacional inferior a 5% em cada um dos serviços de telecomunicações ofertados, e as prestadoras que não se enquadram em tal definição, notadamente os grandes grupos econômicos que trabalham com telecomunicações (Oi, a Telefônica/Vivo, a Claro/NET, a TIM e a SKY).

O documento relata o crescimento significativo do mercado nos últimos anos, todavia com uma redução no ritmo de aumento, 1% ao trimestre já há alguns anos. O crescimento anual médio de acessos de banda larga fixa no Brasil (12,8%) é quase o mesmo ritmo do resto do mundo (13%). Já as PPP vêm aumentando consideravelmente, com variação positiva de 93,3% de crescimento de acessos de banda larga fixa, passando de 6.124.451 em 2017 para 8.242.765 em 2018.

Um dos destaques para as PPPs é o aumento de participação na região 1 do Plano Geral de Outorgas (Rio de Janeiro, Minas Gerais, Espírito Santo, Bahia, Sergipe, Alagoas, Pernambuco, Paraíba, Rio Grande do Norte, Ceará, Piauí, Maranhão, Pará, Amapá, Amazonas e Roraima), possuindo 35,4% de fatia de mercado e taxa de crescimento média de 15,2% ao ano. Na região 2 do PGO, as PPPs têm 26,4% de fatia de mercado e na região 3, 16,2%.

Ao analisar a evolução do número de prestadoras de pequeno porte de SCM, a agência apontou a existência de 9.486 empresas deste porte em 2018, um aumento em relação às 8.735 de 2017 e um salto quando comparadas às 1.098 de dez anos antes, em 2008. O ano de 2016 foi o que adicionou mais PPPs, com 1.664 prestadoras de pequeno porte de SCM entrando no mercado.

O estudo da Anatel também mostrou que a maior parte dos municípios (78,2%) possui cinco ou mais prestadoras ofertando o serviço de banda larga fixa na localidade. Apenas 5,4% dos municípios possui de um a quatro prestadores de acesso à internet banda larga fixa; 20,5% possui de cinco a oito; 13,7% de nove a 12 e 60,4% mais de 12 empresas.


Cade arquiva processo contra o Google por práticas anticompetitivas no ecommerce

A acusação partiu da E-Commerce Media Group Informação e Tecnologia, dona dos sites Buscapé e Bondfaro. Segundo a empresa, o Google estaria “raspando” avaliações de produtos que clientes para exibi-las como conteúdo no Google Shopping.

Oi amplia vantagem contra TIM e NET no ranking da Netflix

No mês de maio, a Oi ficou à frente das rivais na banda larga por fibra óptica com velocidade média de 4,04 Mbps. A tele está na primeira posição  no ranking da OTT há quatro meses.

STJ: Provedor de internet tem obrigação de fornecer IP de usuário que invadiu e-mail

Relatora Ministra, Nancy Andrighi, sustentou que as prestadoras de serviços de Internet (operadoras inclusas) estão sujeitas ao artigo 1.194 do Código Civil de 2002. Segundo ela, os dados armazenados pelos provedores devem ser suficientes para a identificação do usuário.

Dona das Casas Bahia e Ponto frio lança banco digital no Brasil

Grupo Via Varejo anunciou parceria com startup norte-americana Airfox, com foco em clientes de baixa renda e uso das 800 lojas físicas como pontos de atendimento no país.

Sete em cada 10 brasileiros desconhecem ou conhecem muito pouco a Lei de Dados Pessoais

Pesquisa, feita pela Serasa Experian, mostra ainda que apenas 13% apontaram ter tido problemas com dados indevidamente expostos.

Revista Abranet 27 . abril/junho 2019
Veja a Revista Abranet nº 27 A Convenção Abranet 2019 debateu economia, política e gestão. Cerca de cem empresas de internet e de tecnologia puderam ter uma visão mais clara sobre o que esperar no curto prazo. E muito mais.
Clique aqui para ver outras edições

Acompanhe a Cobertura Especial do II Congresso Brasileiro de Internet - Abranet

Empresas da Internet pedem mais segurança jurídica

“O Marco Civil da Internet trouxe base sólida para criar parâmetros para se ter lei mínima para a Internet seguir avançando, mas, infelizmente, vemos varias iniciativas tentando modifica-lo", afirmou o presidente da Abranet, Eduardo Parajo.

Acompanhe a Cobertura Especial do II Congresso Brasileiro de Internet

  • Copyright © 2005-2019 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G