TELECOM

5G vai quintuplicar o tráfego de dados e terá papel decisivo na economia mundial

Ana Paula Lobo* ... 22/01/2019 ... Convergência Digital

Há um forte momento global para o 5G e a tecnologia será adotada de forma massiva entre 2020 e 2024, chegando a 40% da população mundial, com as redes comerciais despontando nos Estados Unidos, China, Coreia do Sul, Japão e China nos próximos anos, sustenta relatório produzido pela Ericsson para o Fórum Econômico Mundial, que acontece em Davos, na Suécia.

De acordo com o levantamento da Ericsson, as principais implementações de 5G estão previstas para 2020, e até o final de 2024 há a projeção de se ter 1,5 bilhão de assinaturas 5G, o que significará quase 17% dos celulares ativos mundialmente. O tráfego global deverá quintuplicar no período 2018 a 2024, com vídeo sendo o rei dessa aplicação. O relatório mostra que o tráfego de vídeo nas redes móveis terá um crescimento anual de 35% até 2024 e representará, ao final, 74% de todo o tráfego de dados móveis global.

Mas ainda haverá pessoas longe da Internet, mesmo com as redes 2G, 3G, 4G e 5G. Em 2024, aponta ainda o estudo, uma em cada quatro pessoas no mundo, ou seja 25% da população, não terá acesso a banda larga móvel. Isso significa algo em torno de 1,9 bilhão de pessoas sem conectividade móvel de alta velocidade. 

Quem também aproveitou Davos e a reunião dos líderes das principais economias do mundo para mostrar o impacto do 5G foi a Huawei. "O 5G está pronto, o 5G está chegando e o 5G trará a cada um de nós grandes benefícios", declarou Ken Hu, vice-presidente da fabricante chinesa. Segundo ele, 2019 terá o 5G como o grande mercado para tecnologia.

"O 5G vai revolucionar negócios e lazer e poderá trazer respostas imediatas para problemas estruturais do planeta", acrescentou. Ken Hu também advertiu para o impacto negativo da guerra travada entre a China e os Estados Unidos. "O 5G precisa do ecossistema global. Essa disputa é muito negativa", reforçou.

*Com agências de nóticias internacionais


Internet Móvel 3G 4G
4G:Claro supera rivais em experiência de navegação. TIM tem menor latência

Operadora tem vantagem de até 10% em critério que avalia a boa experiência em serviços como streaming e vídeochamada. Em latência, combinando 3G e 4G, a TIM fica à frente.  Estudo foi feito pela empresa canadense Tutela com mais de 16 milhões de smartphones.

Painel Telebrasil 2019
A 63ª edição do principal encontro institucional de lideranças do setor de telecomunicações e TICs acontecerá entre os dias 21 e 23 de maio de 2019, em Brasília. Saiba mais em paineltelebrasil.org.br
Veja o vídeo

TIM quer infraestrutura única para cidades com menos de 30 mil habitantes

Para o CTIO da operadora, Leonardo Capdeville, não faz sentido infraestruturas diferentes em localidades onde a receita é mais baixa. CEO da TIM, Pietro Labriola, fala em IoT como fonte nova de receita.

Anatel mantém pente fino na recuperação judicial da Oi

Agência vai manter o grupo de trabalho criado para acompanhar a operadora. Também quer receber dados financeiros, fluxo de caixa atual, receitas e custos e financiamentos, além de eventuais alienações. Prazo dado à Oi para passar as informações é de 60 dias.

Uma em cada cinco conexões à internet fixa acontece por fibra óptica

Em 12 meses, proporção dos acessos registrados pela Anatel que usam a tecnologia passou de 12% para 20% do total. Cabo detém outros 30%. O Brasil contabiliza 6,33 milhões de acessos em fibra óptica. ISPs mostram força e já representam 21% do market share.

Smartphones puxam demanda global por carregadores sem fio

Segundo números da consultoria IHS Markit, em 2018 foram registrados embarques de 300 milhões de smartphones com essa tecnologia.




  • Copyright © 2005-2019 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G