Home - Convergência Digital

Empresa de BPO abre 2,8 mil vagas no Brasil

Convergência Digital* - 19/03/2019

A Atento, provedora de serviços de gestão de clientes e terceirização de processos e negócios (CRM/BPO) na América Latina e uma das líderes mundiais em seu setor, anunciou nesta semana a abertura de 2.819 vagas de emprego em todo o país, sendo 2.350 para a área de atendimento ao cliente e 469 para a de trade marketing. A maior parte das oportunidades (2.532 vagas) são para moradores da região Sudeste.

Ao todo, são 2.200 posições abertas para interessados em atuar como operador de atendimento, função para a qual não é necessário que o candidato tenha experiência anterior. Destas, 680 são para São Paulo, capital; 240 em São Bernardo do Campo; 250 em São Caetano do Sul; 100 em Santo André; 70 em Ribeirão Preto; 60 em Santos; 250 em Guarulhos e 550 no Rio de Janeiro (RJ).

As demais 332 oportunidades são para a área de trade marketing, para os cargos de Consultor, Promotor de Vendas e Supervisor de Negócios. Destas, 280 estão em São Paulo, 12 no Rio de Janeiro, 39 em Minas Gerais e uma no Espírito Santo. Para concorrer, os interessados devem ter idade acima dos 20 anos, experiência com vendas externas (porta a porta), veículo próprio e disponibilidade para viagens.

Para todas as posições a Atento tem como exigência a conclusão do ensino médio. A companhia também espera que eles tenham bom vocabulário, boa dicção, fluência verbal, desenvoltura no relacionamento interpessoal e dinamismo.

O salário é compatível com o mercado e como benefícios são oferecidos vale-alimentação, vale-refeição, auxílios creche e criança especial e todas as especificações da CLT. Profissionais de Trade Marketing contarão, ainda, com ajuda de custo para deslocamentos. Todas as oportunidades estão disponíveis para pessoas com deficiência e beneficiários reabilitados da Previdência Social.

É possível se candidatar até 24 de março enviando e-mail para recrutamento@atento.com.br (vagas operacionais) ou traderh@atento.com.br (vagas de trade marketing), com currículo, nome, cidade, telefone e DDD, ou pelas redes sociais: Facebook (www.fb.com/AtentoRecrutamento) e Telegram (@AtentoRecrutamento).

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

06/07/2020
No Brasil, 60% dos atendimentos em call center são home office

02/04/2020
Governo autoriza suspensão de atendimento em call centers

01/04/2020
Vivo e TIM montam mega operação para alocar 100% do call center próprio em home office

23/03/2020
Sharecare adota solução Nuveto de contact center na nuvem

03/03/2020
STF reafirma terceirização irrestrita em ação da Contax

17/02/2020
ASC Brazil vende 20% do seu capital para a Algar Tech

12/12/2019
Justiça de Campinas obriga Tellemax e Claro a impedir assédio moral no call center

09/10/2019
TCU autoriza BB a retomar pregão de sistema eletrônico para call center

23/07/2019
‘Não Me Perturbe” encerra primeira semana com 1,5 milhão de adesões

22/07/2019
Procon de SP questiona Anatel por cadastro ‘Não Me Perturbe’

Recrutadores e a dura tarefa de contratar cientistas de dados

O maior gargalo é encontrar profissionais adequados às demandas das empresas e o Brasil, hoje, é um exportador de talentos para outros países.

Veja mais artigos
Veja mais artigos

Seis dicas para formar uma equipe de trabalho resiliente

or Craig Mackereth*

Formar uma equipe ou força de trabalho resiliente não é tarefa que se execute da noite para o dia. Tampouco é possível tornar uma equipe verdadeiramente resiliente se isso ainda não estiver integrado ao DNA da empresa.

Destaques
Destaques

Teletrabalho: medo de perder emprego cria obrigação de ficar 100% online

Pesquisa do LinkedIn aponta que 68% dos brasileiros têm trabalhado de uma a quatro horas a mais por dia por conta de estarem em home office. Maior parte reclama de ansiedade e estresse. Maioria também reclama da ausência dos colegas de trabalho, mas 43% se sentem mais produtivos com o trabalho remoto.

TST suspende demissões na Dataprev enquanto durar crise da Covid-19

Trabalhadores alegaram que os prazos acordados no fim da greve não terão como ser integralmente cumpridos diante da situação emergencial com a epidemia do coronavírus. 

TST: Teletrabalho tem de respeitar os contratos vigentes

Corte aponta, no entanto, que em situações emergenciais, como a atual crise da Covid-19, a adoção da jornada online temporária prescinde formalização, mas deve respeitar leis trabalhistas. 

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Copyright © 2005-2015 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site