TELECOM

TCCS trazem segurança jurídica e aumentam número de acordos com CADE

Roberta Prescott ... 19/12/2018 ... Convergência Digital

A resolução consensual no Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) não tinha tanta aderência dos administrados por questões como transparência, segurança jurídica e jurisprudência. Após a entrada em vigor da Lei 12.529/2011, o Cade implantou uma detalhada regulamentação para a negociação dos Termos de Compromisso de Cessação (TCCs). Ao se apresentar no 32º Seminário Internacional ABDTIC, Daniel Andreoli, sócio do Demarest, explicou que a Resolução nº 5/2013 tem tido grande sucesso e levou à mudança no regimento interno do Cade, que promulgou o guia de TTCs lançado em 2016 e atualizado em 2017.

Com isto, há recomendações para TCCs em casos de cartel, em casos de abusos de posição dominante e para tratar descontos. “O grande Norte que fez o sucesso do programa foi ter níveis pré-estabelecidos de descontos, estimulando a corrida à autoridade “, disse, completando que há desafios ainda a serem enfrentados como, por exemplo, ter mais segurança em como inserir os descontos.

O guia formulado pelo CADE é não-vinculativo e aborda o procedimento de negociação de TCCs, consolidando as melhores práticas e tendo objetivo de ser memória institucional para reter o conhecimento e é mais voltado para casos de cartel. porque é onde mais se negocia o TCC.

Andreoli destacou que a segurança jurídica assegurada pelos TCCs e pela política do Cade fez aumentar muito o número de acordos. Até 2013, os acordos não saiam do nível de cinco a 11 por ano e, com a entrada em vigor da política da Resolução nº 5/2013 , saltou de imediato para 53, atingindo, em 2017, 70 acordos. “O Cade sabe da importância da negociação de acordos e reconhece a necessidade de atualizar e melhorar suas políticas de TCCs”, disse o especialista. Assistam a íntegra da apresentação.


Internet Móvel 3G 4G
Iniciativa da Vivo Brasil chega a 15 países e a 5 milhões de acessos

Portal Dialogando fomenta a reflexões sobre a sociedade conectada e ratifica a campanha da operadora que 'tem hora para tudo'. Iniciativa traz informações e dicas sobre redes sociais, plataformas de relacionamento, uso de aplicativos, Internet das Coisas, entre outros.

Painel Telebrasil 2019
A 63ª edição do principal encontro institucional de lideranças do setor de telecomunicações e TICs acontecerá entre os dias 21 e 23 de maio de 2019, em Brasília. Saiba mais em paineltelebrasil.org.br
Veja o vídeo

Anatel atende pleito das teles e adia prazo de consulta pública de metas de universalização

Proposta a vigorar até 2025, teoricamente último ano das concessões de telefonia, o PGMU 5 mantém em aberto o que fazer com o saldo de R$ 3,7 bilhões em obrigações reduzidas.

Anatel multa Oi por segurar R$ 8 milhões da TIM por um ano

Embora as duas operadoras tenham firmado acordo entre si três anos antes do processo, agência manteve multa de R$ 3,2 milhões, por entender que o acordo financeiro firmado entre as teles não eliminava aplacava a irregularidade da retenção de recursos.

Aplicativo e monitoramento pelos usuários vão ranquear as operadoras móveis

Inspirada em ferramenta da britânica Ofcom, Anatel quer usar colaboração coletiva para recolher dados sobre redes e serviços e indicar melhores e piores.

Embratel usa Banda KA para expandir banda larga fixa e IoT

Diretor Executivo da Embratel Star One, Gustavo Silbert, explica que o serviço IPSAT terá um ponto concentrador dos dispositivos de IoT para levar comunicação às áreas remotas.




  • Copyright © 2005-2019 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G