INOVAÇÃO

Regulamentação de IA passa pela lógica econômica e pela ética

Ana Paula Lobo e Rafael Mariano ... 11/12/2018 ... Convergência Digital

Ao participar do Seminário ABDTIC 2018, realizado nos dias 10 e 11 de dezembro, Carlos Affonso Souza, do ITS/Rio, afirmou que é necessário pensar em uma eventual regulação futura para a Inteligência Artificial de forma contextualizada, com base não apenas na legislação, mas em uma lógica econômica de mercado, na sociedade e na própria tecnologia, além de ser "pareado com ética".

Na sua apresentação, o especialista citou exemplos do Japão, onde o governo instituiu estratégias nacionais para a robótica e para a IA. Em ambas, há a ideia de que o cidadão precisará se acostumar com a presença da máquina no dia a dia. Já na China, o plano tem um viés econômico: até 2020, aumentar o nível de investimentos; até 2025, ter criações chinesas na área; e em 2030, já ter a dominação global na área. Assistam a íntegra da apresentação de Carlos Affonso Souza, do ITS/Rio.


TICs em Foco - TRANSFORMAÇÃO DIGITAL
Prever. Prevenir. Detectar e Responder

Essas são a exigência da remodelagem da gestão de riscos e da segurança organizacional nas corporações.

Rede GoB2B quer ser a plataforma de negócios global do Brasil

Empresa responsável pela criação da iniciativa reuniu um banco de dados com mais de 700 mil normas que permite uma companhia brasileira negociar, via rede, com qualquer outra global, sem intermediários apenas pela descrição do produto procurado, conta o dono da patente, Pierre Grossmann.

PwC: Brasil entra na segunda onda dos carros autônomos

Estudo da consultoria,publicado pelo site Autos Giros, mostra que o automóvel está deixando de ser uma propriedade para se tornar ‘apenas’ um veículo para a mobilidade. Mudança estrutural imposta pela tecnologia determina estratégias ousadas.

BNDES dobra financiamento e chega a R$ 30 milhões para projetos de Internet das Coisas

Investimentos somam R$ 88 milhões e vão viabilizar 15 projetos-piloto, tocados por 11 instituições, nas áreas de saúde, rural e cidades inteligentes.

Europa tem quase R$ 8 bilhões em recursos públicos para microeletrônica

Incentivos garantidos  por França, Alemanha, Itália e Reino Unido focam em chips eficientes, sensores, óptica avançada e materiais compostos.

Economia da cultura deve ser prioridade para o Brasil

O Brasil é muito bom em produzir cultura e não pode menosprezar o valor global de investir em cultura, advertiu o advogado Claudio Lins de Vasconcellos, do Lins Vasconcelos Advogados.



  • Copyright © 2005-2019 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G