Convergência Digital - Home

Dados não estão protegidos pelo simples fato de estarem na nuvem

Convergência Digital
Convergência Digital* - 18/01/2019

Os roubos de dados na nuvem não são apenas uma ameaça. Eles, de fato, tendem a crescer exponencialmente ao longo deste ano, uma vez que aumenta o número de organizações que migram suas operações para a nuvem com todos os seus dados, boa parte confidenciais, sem os devidos cuidados.  A nuvem, adverte o diretor de produtos da CLM, especializada em segurança, Gabriel Camargo, dá uma falsa sensação de segurança e a de que outros ( os provedores de infraestrutura) estão preocupados com a proteção das aplicações da organização.

"Ao contrário do que se supõe, as informações não estão protegidas por estarem na nuvem e com as leis de proteção de dados pessoais, a responsabilidade por qualquer vazamento é única e exclusivamente da empresa que as coletou e armazenou," adverte o executivo. O caminho, acrescenta Camargo, é proteger as informações armazenadas em clouds públicas e privadas e isso só pode ser feito com as mais recentes tecnologias, desenvolvidas especificamente para este fim.

De acordo com o especialista, hoje, há muitas dúvidas quanto ao compliance às novas leis. A Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais tem gerado grande demanda, principalmente na área jurídica e com relação à cultura e à evangelização dos funcionários. "Já se percebe que, em alguns momentos, os colaboradores têm dúvidas se podem ou não enviar determinadas informações", diz Camargo.

A CLM criou uma divisão, a Data Protection Unit, para tratar especialmente da segurança de informação na nuvem. A unidade recém-incorporou ao seu portfólio a plataforma BAS – Breach & Attack Simulation – da Picos Security, que simula constantes ataques às aplicações na nuvem, procurando vulnerabilidades ainda não detectadas. "Cujidar da segurança da aplicação é missão de quem é dono da informação. Não dá para repassar para outros", completa o especialista.
 
 


Destaques
Destaques

Nuvem pública deslancha no Brasil e receita estimada é de R$ 2,3 bilhões

País tem muito para crescer no uso da nuvem pública, tanto que no ranking global está em 13º lugar, observa a IDC Brasil. As SD-WANs também se consolidam no mercdo nacional, mas a falta de mão de obra capacitada é um entrave.

Startup investe na nuvem e viabiliza atendimento médico no interior do Amazonas

Portal Telemedicina usa APIs do Google Cloud, Firebase e ML Engine para armazenar dados de pacientes, além de detectar doenças e priorizar atendimento em clínica da cidade de Coari,  localizada a 444 quilômetros de Manaus.



Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Veja mais artigos
Veja mais artigos

Intuição versus análise de dados na gestão

Por Douglas Scheibler*

O poder decisório significa alta responsabilidade e inúmeros riscos. Neste cenário caótico, analisar dados é indispensável e é o que justifica uma determinada medida ser considerada como correta, em um cenário específico, em detrimento de outras.

Data Centers: agora é hora de ver acontecer

Por Gilberto Gonzaga*

O que recentemente era apenas uma tendência já pode ser observado na prática. A expectativa, agora, é que esses movimentos se consolidem cada vez mais e nos levem a uma nova era de conectividade, da qual a América Latina não ficará de fora.


Copyright © 2005-2016 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site