Home - Convergência Digital

Oi terá 4,5G nas regiões Norte/Nordeste com reuso da faixa de 1.8 MHz

Convergência Digital - Carreira
Ana Paula Lobo* - 17/04/2018

As regiões Norte e Nordeste são prioridade da Oi para o reuso (refarming) da faixa de 1.8GHz para ampliar a cobertura do 4G e para começar a ofertar do 4,5G. Fortaleza, onde a Oi tem um market share de 53%, será a primeira capital nordestina a ter o 4,5G, já em julho. "O 4,5G melhora muito a performance do 4G, uma vez que boa parte das pessoas não tem o smartphone 4,5G", observa o diretor de produtos, mobilidade e conteúdo da Oi, Roberto Guenzburger, que participou da Convenção de Vendas da Oi, realizada nesta terça-feira, 18/04, em Campinas, São Paulo.

A cidade de Salvador, com área metropolitana, será a segunda cidade do Nordeste a ter o 4,5G ainda no segundo semestre. No total, serão 26 cidades com o reuso da frequência de 1.8MHz até o final do ano, entre elas, Natal, São Luiz, Palmas e Belém. Nessa etapa, Rio de Janeiro, São Paulo e Belo Horizonte ficam fora. A possibilidade de compartilhamento de frequência e de rede com outras operadoras, em especial, TIM, com quem a Oi já tem um acordo de compartilhamento no 2,5 GHz, e com a Vivo, estão em negociação.

A participação num futuro leilão da Anatel para a aquisição da sobra na faixa de 700 MHz também está na mira, mas depende do aumento de capital projetado para este ano, no mínimo R$ 4 bilhões, como estabelecido na aprovação da recuperação judicial. Os fornecedores do reuso de frequência são Nokia, Ericsson e Huawei.

"Estamos cientes que não temos o 700 MHz, mas temos uma grande capilaridade do 1.8 MHz que nos permite já atender 73% da população, nosso gap com relação à concorrência praticamente não existe. Na Região Nordeste, onde temos um market share considerável, essa migração será crucial para a melhoria da qualidade do serviço ao consumidor", completou o diretor comercial da Oi, Bernardo Winik.

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

13/12/2018
Assistente Virtual da Oi alcança 600 mil atendimentos

11/12/2018
Oi prorroga prazo para aumento de capital

07/12/2018
Anatel aprova troca no Conselho de Administração da Oi

05/12/2018
Oi assina com a Nokia contrato de cinco anos por FTTH e 5G

03/12/2018
Oi prevê investir R$ 7 bilhões até 2021

29/11/2018
Oi seleciona startups para programa de aceleração do Oito

22/11/2018
Oi quer avançar no pós-pago com Netflix e YouTube ilimitados

14/11/2018
Oi aguarda R$ 3 bi de devolução de PIS/Cofins

14/11/2018
Embratel vai fornecer 4 mil chips 4G ao governo de Pernambuco

14/11/2018
Oi registra prejuízo líquido de R$ 1,355 bilhão no 3º trimestre

Destaques
Destaques

5G exige pelo menos 100 MHz para cada operadora no Brasil

O tema preocupa a coordenação de espectro do 5G Brasil, uma vez que foram destinados 300 MHz na faixa intermediária e há quatro operadoras nacionais.

Segurança cibernética é crítica para o avanço do 5G

O tema é considerado polêmico - até em função das questões políticas que o envolvem como a briga China x EUA -, mas precisa ser debatido, observa Gustavo Correa Lima, engenheiro do CPqD.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

Desvende 10 mitos sobre os cartões biométricos

Por Cassio Batoni*

Como toda nova tecnologia, os questionamentos sobre a sua segurança e e a sua confiabilidade ainda existem e são compreensíveis, mas ela veio para ficar. A impressão digital surge como a confirmação principal de que o usuário é quem diz ser.


Copyright © 2005-2016 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site