Convergência Digital - Home

Merck adota nuvem para oferecer informações a médicos

Convergência Digital
Fábio Barros - 10/01/2012

A MSD, resultado da fusão entre os laboratórios Merck Sharp & Dohme com a Schering-Plough, colocou no ar uma iniciativa de colaboração baseada em nuvem: é a MSD InteracTV, plataforma de compartilhamento de vídeos destinada a médicos que mantém relacionamento com a companhia.

Paulo Amaral, líder da área de marketing multicanal da MSD, explica que, após a fusão, a empresa sentiu a necessidade de estabelecer diálogos com seus mais diversos públicos, entre eles os médicos. “Fizemos uma pesquisa e descobrimos que a maioria dos médicos prefere receber informações em vídeo”, explica.

Com a constatação, a empresa decidiu criar uma plataforma onde pudesse disponibilizar para este público o conteúdo de congressos técnicos. A justificativa é que este material era de difícil recuperação, ao mesmo tempo em que gerava grande demanda. Com a plataforma InteracTV, os médicos agora têm acesso a este conteúdo, podendo pesquisar por tema, autor ou edição do evento. “Também incluímos uma funcionalidade que permite a busca de conteúdo dentro do vídeo. Isto porque, muitas vezes, o conteúdo da busca é bastante específico”, explica Amaral.

A solução fica hospedada na nuvem da Amazon Web Services (AWS), e há bons motivos para isso. “Primeiro, não precisamos investir em uma estrutura específica para esta ferramenta, o que talvez inviabilizasse sua criação”, diz Amaral. O executivo lembra também que, com o uso da nuvem, está eliminada a preocupação com picos de demanda e com a estrutura disponível para eles. “Não me preocupo com capital ou estrutura, apenas com o conteúdo”, conclui.

Facebook Twitter Google+ LinkedIn Email Addthis

Destaques
Destaques

Open Stack conquista o coração e o bolso das corporações

A possibilidade de personalizar o código-fonte para desenvolver aplicativos é o motivo mais forte apontado para a adesão ao open source pelas empresas latino-americanas.

Pública ou privada, a nuvem é incorporada à TI dos bancos

"Se algum banco não aceita é problema dele", diz José Antônio Eirado Neto, da Caixa. "Interoperabilidade ainda nos desafia", pontua Marino Aguiar, do Santander. Já Maurício Minas, do Bradesco, defende a nuvem pública, mas assume: "não faz sentido se desfazer do que foi construído no mainframe".



Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Veja mais artigos
Veja mais artigos

O uso inteligente do Big Data a favor da indústria

Por Marlos Bosso*

Os impactos da revolução 4.0 são inevitáveis. Identrificar o que está por vir é o desafio dos executivos.

Produzimos mais dados do que a capacidade de armazená-los

Por Thiago Franco*

Será que a demanda digital romperá com os limites físicos dos datacenters em curto prazo? Nos últimos anos, muitos especialistas têm tentado responder a esta pergunta.


Copyright © 2005-2016 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site